sábado, 16 de setembro de 2017

Opinião | "Amor de perdição" de Camilo Castelo Branco

Amor de Perdição
Classificação: 3 Estrelas

No meu percurso literário, os clássicos, em particular os de autores portugueses, constituem uma enorme lacuna. Li os livros de leitura obrigatória na escola e depois poucas foram as minhas leituras dedicadas aos clássicos. É um aspeto que tenho de mudar, daí ter pegado no livro Amor de perdição.

Este livro de Camilo Castelo Branco é um livro com uma história trágica e com personagens marcantes. Para além da tragédia a crítica social e a ironia estão também presentes, sempre que o escritor faz referência às freiras e ao modo de vida dos conventos.

Simão e Teresa são o casal apaixonado, o Romeu e a Julieta portugueses, que se veem a braços com um amor impossível de concretizar. Gostei deste casal envolto em toda aquela intensidade de sentimentos, porém senti falta de algo que os materializa-se aos meus olhos como um casal unido por um laço especial. O engraçado é que senti um laço muito maior entre Simão e Mariana. Senti algo especial entre estes dois, e ainda pensei que os ventos iam soprar a favor deles.

Foi uma estreia bastante positiva com o autor. É um clássico da língua portuguesa que possuiu uma tipologia de escrita e de construção da narrativa que facilita a leitura e a torna agradável. Não é aborrecida, pois os acontecimento sucedessem de forma dinâmica e manteve-me interessada em tudo aquilo que se ia passando com as personagens.

Penso que, para quem sente algum relutância em se aventurar por clássicos portugueses, este poderá ser uma boa aposta. Dadas as suas características, é um livro que consegue captar a atenção e manter o leitor interessado na leitura.

8 comentários:

  1. Também sinto ter lacunas enormes no que respeita a clássicos portugueses, no entanto adorei este :) adorei o dramalhão, não sei! Mas concordo, apesar de ser um livro aparentemente assustador, é uma leitura muito simples, um bom ponto de partida para quem quiser colmatar esta lacuna :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Geralmente também gosto de bons dramas. Aqui senti falta de mais sentimento entre Simão e Teresa. Estava à espera que o autor passasse mais sentimentos. Mas é um clássico ideal para quem se quer aventurar pelo género.
      Parece que ambas temos de mudar e dar mais oportunidade aos clássicos portugueses. :)

      Eliminar
    2. Percebo, e realmente concordo - não demonstram grande sentimento, parece mais uma tontice adolescente (exactamente como Romeu e Julieta). Temos pois, há muito para descobrir decerto :)

      Eliminar
    3. Descreveste de forma perfeita :). Também não fiquei derretida com a história de Romeu e Julieta.
      É isso, ainda temos muito para descobrir :). Tudo a seu tempo.

      Eliminar
  2. Já li há muitos muitos anos. Numa altura em que apreciava os amores trágicos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. :) Eu ainda continuo a apreciar amores trágicos. Neste só faltou um bocadinho de mais amor entre Simão e Teresa.

      Eliminar
  3. Olá Silvana,
    Este era daqueles clássicos portugueses que tinha muito curiosidade mas quando o li achei-o um bocadinho chato -.-
    Eu sei que não sou a maior fã de romances lamechas e ainda por cima, amores, trágicos mas achei que era uma espécie de Romeu e Julieta à portuguesa.
    Também achei a escrita do Camilo um pouco difícil de ler e,pronto, não gostei ;)

    Depois disso, já li mais 3 coisas do CCB e até gostei de duas delas, principalmente o conto Maria não me mates que sou tua mãe!

    Beijinhos e boas leituras

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Tita,
      Obrigada por partilhares a tua visão.
      Não senti que fosse difícil de ler, mas lá está, até encarreirei com a história. Acho que sentiste mais dificuldade pelo teu desinteresse na narrativa que estavas a ler.
      E sim, é um livro excessivamente trágico. Muito à Romeu e Julieta.
      Tenho de ler mais do autor para ampliar a minha visão. Ainda por cima conheço a casa onde ele passou umas temporadas que é aqui perto da minha zona. :).
      Beijinhos e boas leituras.

      Eliminar

Obrigada pelo tempo que dedicaste à minha publicação!