segunda-feira, 26 de novembro de 2018

Opinião | "Falta de Provas" Harlan Coben

Falta de Provas

Classificação: 3 estrelas

Penso que as expetativas que tinha relativamente ao autor estragaram um pouco a forma como me relacionei com o livro. A Daniela sempre me falou muito bem de Harlan Coben. Aquilo que ela me transmitia fez-me crer que iria encontrar um livro capaz de preencher os requisitos de uma excelente leitura. E foi com isto em mente que iniciei a leitura.

De uma forma geral eu gostei do livro e da história que nos traz. Porém são sentimentos muito superficiais. Não me senti envolvida pela história, nem me senti muito ligada às personagens. Faltou-me, também, aquela vontade desenfreada de descobrir o que estava por detrás de todos os acontecimento em torno do desaparecimento da adolescente e do que havia sucedido ao Dan. Sentia alguma curiosidade, mas queria senti-la de forma mais intensa. Houve até momento do livro que me aborreceram. Tinha a sensação que as coisas não avançavam de forma interessante. Talvez esta minha sensação estivesse relacionada com a minha falta de ligação às personagens. Não as conseguia sentir reais, quer pela forma como elas iam sendo descritas, quer pelos diálogos pouco expressivos. São personagens que não saltaram das páginas para a minha imaginação.

O final foi surpreendente q.b. Sinceramente já não sabia o que esperar. Fui perdendo o interesse ao longo da leitura por isso não estava expectante relativamente ao final. Contudo, tinha uma certeza, não esperava um final bombástico nem arrebatador. Acabei por encontrar um final congruente com a dinâmica do livro, que não deixou pontas soltas e que respondeu a todas as dúvidas lançadas ao longo do livro. No entanto, ficou longe daqueles finais memoráveis que muitas vezes acompanham este género de livros. 

4 comentários:

  1. O que noto nos livros de Harlan Coben é que as personagens raramente se tornam especiais de alguma forma. Os livros são dinâmicos, os finais geralmente são sempre bombásticos e quase sempre imprevisíveis (algo que adoro no autor) e são de leitura veloz.
    Talvez o ponto mais fraco sejam as personagens que, chegando ao fim do livro, algum tempo depois até podes recordar-te bem da história, mas as personagens desvanecem-se rapidamente.

    Eu gosto do que sinto quando estou a ler, não tanto do que sinto depois, por isso é que admiro tanto o autor. Afinal, um livro pode ser bom apenas por nos proporcionar uma aventura durante a sua leitura. :)

    E agora trata de ler o que tens em casa antes que eu decida ser má e enviar-te outro dos meus! :P

    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Uma coisa também pode ter-se passado comigo: não li o livro na altura certa. Talvez a minha disponibilidade mental não estivesse no ponto certo para apreciar o livro. Não sei... O que sinto foi que o livro me passou um pouco ao lado. Senti falta de qualquer coisa que não te consigo explicar. Também poderá ter sido esta fraca ligação às personagens que não me permitiu viver mais o livro. Poderá ser esta crise/ ressaca literária, cansaço que me afasta da leitura e dificulte a minha ligação com os livros... Poderão ter sido múltiplos fatores...

      Exato... Um livr poderá ser bom enquanto o lemos e depois se desvanecer da nossa memória. Infelizmente, este autor não me consegui provocar isso à primeira.

      Sim, a ver se o leio em breve...
      Beijinhos

      Eliminar
  2. Já tinha visto este livro por aí, mas não me chamou a atenção. Já percebi porquê :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bem, tu poderás gostar. Eu não ando numa fase muito pacífica com as leituras. Têm acontecido algumas coisas na minha vida pessoal que andam a afetar negativamente a minha relação com os livros, por isso podes estar a perder uma boa leitura.

      Este livro não é mau, apenas não me provocou aquilo que eu esperava que me provocasse. Pelo meio a leitura tornou-se aborrecida e senti falta de personagens mais intensas.
      Beijinhos

      Eliminar

Obrigada pelo tempo que dedicaste à minha publicação!