quarta-feira, 19 de setembro de 2018

Por detrás da tela | Stanley & Iris (1990)

Classificação: 6/10 Estrelas

De vez em quando gosto de ver filmes mais antigos. Gosto da atmosfera, das histórias simples e descontraídas. São aquele tipo de filmes que sabe bem ver numa tarde relaxada de domingo. Outro aspeto engraçado é ver atores que hoje em dia admiramos no início de carreira ou com uma idade bastante mais jovem.

Stanley e Iris, em Portugal Para Iris, com amor, tem como protagonistas Robert De Niro e Jane Fonda como protagonistas. Ele é Stanley, um cozinheiro que não sabe ler nem escrever, ela é Iris uma mulher simples, a viver um doloroso luto e aquela que ficará com a missão de o ensinar. 

Entre momentos mais divertidos, outros com algum drama ainda houve espaço para o romance. Não é uma obra prima da sétima arte, mas gostei do tom ligeiro da história, apesar de estar a abordar temas dolosos e, em certa medida difíceis. 

Não é um filme atual, mas as temáticas são ainda um pouco transversais aos dias de hoje. Apesar de o número de alfabetos ter diminuído, ainda temos muitos jovens que abandonam cedo a escola e que não lhe dão valor; a gravidez na adolescência ainda hoje é uma situação preocupante, apesar da sua menor incidência; e o luto que temos de fazer por pessoas que perdemos, por coisas que não conquistamos, por ideias que tivemos de abandonar. 

Não é um filme que queria rever. Não é marcante o suficiente que desperte em mim a minha vontade de o rever, nem sequer é um filme que me fique gravado na memória. É apenas um daqueles filmes que sabe bem ver para descontrair. 

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigada pelo tempo que dedicaste à minha publicação!