segunda-feira, 6 de agosto de 2018

Resumo do Mês | Julho

Ler livros é como fazer um passeio por diversas paragens. Há locais que gostamos, locais que nos deixam um sentimento especial, passeios que mais tarde nem iremos recordar e passeios que, de certeza, mais tarde iremos querer repetir. Para quem lê com alguma frequência, num único mês pode experimentar todos os tipos de "passeio" e mais algum. 
Então, como foram os "meus passeios" durante o mês de Julho? Não foram muitos, mas foram todos experiências diferentes. 
Consegui dar um salto a França e mexer com as minhas memórias familiares (Longe do meu coração - Júlio Magalhães). Queria ter sentido mais deste passeio, queria que me desse mais emoção. As personagens e os locais não viverão em mim durante muito tempo. Em seguir quis pisar terreno perigoso. Queria um passeio com emoção e com imagens que me impressionam e consegui-o (Um por um - Chris Carter). Página a página cada vez me ia impressionando mais com as descrições gráficas que me inundaram a mente e, consequentemente, pelas sensações algo nojentas que ia provocando. Foi passeio bom de tão duro e sangrento que foi. Mas precisava de um passeio para lavar a mente e nada melhor do que passeios à beira-mar, falésias, flores perfumadas, sons de paz, amor e mistério (As calhoun - Nora Roberts). Limpei a mente, abri o coração e deixei que o meu pensamento fluísse, livre e sempre pressa de chegar ao fim. Eram histórias para saborear lentamente, para que as imagens ficassem em mim. Ainda tive tempo de terminar um passeio algo turbulento que já se arrastava há alguns meses. Ficaram sensações agridoces, pois tive bons momentos e momentos mais chatos (Felicidade Clandestina - Clarice Lispector). Pouco vai ficar deste passeio mais longo,  mas resta a hipótese de descobrir que outras paisagens Clarice Lispecto me poderá oferecer. 

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigada pelo tempo que dedicaste à minha publicação!