segunda-feira, 4 de junho de 2018

Opinião | "Perguntem a Sarah Gross" de João Pinto Coelho

Perguntem a Sarah Gross
Classificação: 5 Estrelas

Ainda não sei muito bem o que escrever sobre este livro. Esperava encontrar uma boa leitura, mas não esperava que me encantasse tanto como me encantou. É um livro onde a beleza nasce da crueldade do mundo e das pessoas. É um livro onde há amor, esperança, luta, sacrifício e amizade. É um livro onde a escrita flui de uma maneira tão encantadora e realista que fiquei presa às personagens e aos maravilhosos cenários criados pelo autor. Há diferentes cenários, dos mais bonitos aos mais dolorosos e obscuros, mas em todos eles há um traço de realismo que foi muito fácil imaginar-me ali. 

Perguntem a Sarah Gross traz-nos a história de duas mulheres: Sarah Gross e Kimberly Parker. Só no fim é que conseguimos perceber o que aproxima e distância estas mulheres e apesar da ênfase da história ser dedicada a Sarah, Kimberly também nos traz assuntos obscuros, dolorosos e que na década de sessenta ainda eram muito difíceis de abordar e obter reconhecimento pelo sofrimento que impõem. 
Sarah oferece os dois lados lunares. Com ela atravessei noites de lua cheia, onde amor e a vivacidade de uma jovem irradia energia positiva para todo lado; como também atravessei noites de lua nova, cheias de dor, incerteza e sofrimento. Mas mesmo  nas noites escuras da vida, Sarah sempre foi uma mulher estóica no seu sofrimento e nunca o seu olhar perdeu o desafio de quem não teme as investidas de ódio por parte dos outros. 

O livro está muito bem retratado e reflete muito bem o enorme trabalho de pesquisa feito pelo autor. Os capítulos do livro dedicados à vida nos Guetos em Cracóvia, assim como as vivências das personagens nos campos de concentração em Auschwitz estão descritos de uma forma crua,  detalhada e muito realista. Causou-me imensa tristeza ler estas passagens. Posso dizer que são quase cinematográficas pois permitiram-me criar imagens muito nítidas na minha cabeça e tornar esta história inesquecível.

O final apanhou-me completamente desprevenida. Não esperava aquele final e a forma como tudo se encaixou. Achei que o autor conduziu e terminou todas as narrativas para cada uma das personagens de uma forma irrepreensível. Sem pontas soltas e onde nada ficou por esclarecer. 

Gostei imenso de ler este livro. Nestas páginas encontrei o que de melhor se faz em Portugal. Encontrei a dedicação de um escritor na criação de uma história memorável. Encontrei amor e paixão em cada palavra que ia lendo. A escrita é tão bonita e envolvente que me deixou com uma inveja saudável. Também eu gostaria de envolver as palavras daquela maneira tão especial e tão cheias de vida e sentimento.

Recomendo vivamente este livro e estou cheia de curiosidade de ler o outro livro publicado pelo autor. Espero que ele continue a dar voz à sua paixão para que eu continue a dar asas à minha memória e à minha imaginação enquanto me perco numa das suas histórias.

2 comentários:

  1. Olá!
    Este livro é simplesmente fantástico! Adorei! É daqueles que marca. E já tenho o outro do autor para ler!
    Um beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Isa!
      É mesmo fenomenal. Fica-te imprimido no coração de uma forma muito especial.
      Beijinhos e boas leituras

      Eliminar

Obrigada pelo tempo que dedicaste à minha publicação!