domingo, 28 de maio de 2017

Por detrás da tela | "Cegonhas" (2016)


Classificação: 6/10 Estrelas

Eu adoro filmes de animação. Vejo-os com um enorme gosto, porque acho que podem ser uma forma de passar mensagens importantes de forma muito apelativa e dinâmica. Assim, quando me deparo com a visualização destes filmes gosto de aliar o meu lado de telespetador comum com o meu lado de psicóloga clínica (bem... acho que são indissociáveis em quase tudo, apesar de, muitas vezes, procurar deixar a psicologia fora de portas).

Para mim, Cegonhas é um filme pobre em termos de desenvolvimento do conteúdo. Faltou alguma emoção e entusiasmo. É difícil explicar, mas aquilo que me ficou foi que senti pouca empatia com tudo aquilo que compunha o filme.

Há duas coisas positivas que destaco no filme: 1) A forma como abordaram a relação entre pais e filhos, nomeadamente a necessidade e importância dos pais brincarem com os filhos e gastarem tempo de qualidade com eles; e 2) a diversidade de formas de família que aparecem no final.

Apesar da minha fraca empatia com o filme, penso que é um filme que cumpre o seu propósito de entreter, que tem algumas partes divertidas e que é ótimo para os pais assistirem em conjunto com os filhos e passarem com eles tempo de qualidade.




2 comentários:

  1. Olá Silvana,
    Não conhecia o filme mas fiquei curiosa.
    E eu também adoro filmes de animação, ou como dizia quando era miúda, desenhos animados =D
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Para mim também são desenhos animados :). Filmes de animação é mesmo para ficar melhor no texto. Eu até costumo usar outro termo, quando a minha mãe me pergunta o que estou a ver: "Estou a ver bonequinhos" ;).
      Beijinhos

      Eliminar

Obrigada pelo tempo que dedicaste à minha publicação!