sábado, 13 de maio de 2017

Opinião | "Tempo de dizer adeus" de S. D. Robertson

Tempo de dizer adeus
Classificação: 4 Estrelas

Fiquei apaixonada por este livro assim que vi a capa. Acho que está visualmente muito bonita e com um conjugação de cores bastante apelativa.
Esta paixão pelo exterior passou imediatamente para o interior. Tempo de dizer adeus é um livro com um narrativa doce, emotiva que toca cada parte de um coração mais sensível.

Will é a personagem central desta estória. Um homem que se vê obrigado a quebrar a promessa que fez à sua filha. Fiquei muito sensibilizada na forma desesperada com que este homem ama a filha e que transparece em cada ação que vai tomando, em cada gesto desesperado, em cada diálogo que vai estabelecendo. 
Também achei muito interessante a forma como vamos conhecendo a família do Will e as relações que se estabelecem entre eles. Uma das minhas grandes surpresas está relacionada com o pai do Will. Não esperava tal revelação. Foi um ponto muito positivo do livro porque o autor conseguiu surpreender-me. Não imaginava que tal coisa acontecesse e até queria mais desenvolvimentos. Não foi um aspeto explorado exaustivamente e compreendo perfeitamente a escolha do autor, eu é que fiquei curiosa.

Além de me ter surpreendido com o pai do Will, uma outra surpresa surgiu logo nas primeiras páginas. Eu tinha lido a sinopse, mas não esperava encontrar o que encontrei. Penso que foi uma ideia algo original do autor e que surpreende todos aqueles que conhecem pouco acerca do livro.

Ella, a filha do Will tem, também um papel importante nesta estória. É uma criança amorosa e com muita maturidade para a sua idade. Do alto dos seus seis anos mostra que é feita de uma fibra especial  e deixou-me a desejar o melhor para ela. 

A forma como autor decide terminar esta narrativa é, também, inesperada. Mais uma vez consegui compreender a sua escolha e aceitei, porém acho que tudo soa um bocadinho estranho. A escolha final do Will  interfere com alguns acontecimentos do livro. Assim, há um conjunto de situações que ficamos sem saber se mudam ou não. 

É um livro com uma estória tocante, de leitura bastante prazerosa e capaz de responder à exigências dos leitores que se sentem bem a ler livros deste género.

Nota: Este livro foi-me cedido pela editora em troca de uma opinião honesta.

8 comentários:

  1. Respostas
    1. Acho que são fases, Maria! Provavelmente tens uma vida preenchida e cheia de solicitações que, quando tens algum tempo, é apenas para te encontrares com os teus pensamentos. Deixa fluir que a vontade acaba por vir. :)

      Eliminar
  2. Olá!
    Também adoro esta capa. Está muito bonita.
    Fiquei muito curiosa com o livro.
    Beijinhos e boas leituras

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Isa!

      É mesmo muito bonita. Ao vivo tem um brilho especial.
      Espero que, se vieres a ler, gostes tanto como eu.
      Beijinhos e boas leituras.

      Eliminar
  3. Olá Silvana,
    A capa é realmente bonita e olha, deixaste-me curiosa com o livro ;)
    Beijinhos e boas leituras

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Tita,

      É uma capa mesmo, mesmo apelativa e o interior não desilude. É uma narrativa simples, mas com uma boa dinâmica entre as personagens e com sentimentos pelo meio.
      Espero que possas "matar" essa curiosidade.
      Beijinhos e boas leituras.

      Eliminar

Obrigada pelo tempo que dedicaste à minha publicação!