sexta-feira, 19 de maio de 2017

Opinião | "Mais não, papá" de Maria Landon

Classificação: 3 Estrelas

Dentro dos livros de não ficção gosto muito de livros que abordem infâncias difíceis conjugadas com momentos de superação. Dado este meu gosto é um facto que já li imensos livros dentro do género e onde destaco as autoras Torey Hayden e Cathy Glass. São duas pessoas com uma mestria em termos de escrita e narração dos acontecimento e onde conseguem imprimir um toque muito próprio especial, deixando passar uma enorme sensibilidade.
Trouxe este livro da biblioteca na esperança de encontrar mais alguém capaz de me provocar as mesmas emoções das autoras que referi anteriormente. 

Maria conta-nos a sua estória de vida muito, muito difícil. É uma narrativa muito dura e repugnante, porém a forma como a autora a conta nem sempre é a mais clara. Penso que lhe falta uma certa coerência temporal para que tudo ficasse mais claro na minha cabeça ao longo da leitura.

Também espera mais do final, Penso que ainda ficaram muitas coisas para contar.Também penso que os leitores mereciam saber mais sobre como conseguiu dar a volta a tudo aquilo que a assombrou durante muito tempo, de como ficou a relação com a mãe e com os irmãos.

À medida que ia lendo, cada vez mais ia ficando aborrecida com o desempenho dos serviços sociais no caso. Por aquilo que a Maria contou, existiram muitas coisas que ficaram por fazer, houve muita negligência e desinteresse. É certo que na época em que tudo ocorreu não havia uma preocupação tão acentuada com a infância como o que acontece na atualidade. Mesmo assim penso que algumas opções tomadas não foram as melhores.

É um livro em que Maria nos mostra o lado mais negro da sua infância e adolescência e no quanto daquilo que viveu deixou marcas na sua vida, na forma como ela se relacionada com os outros e na forma como ela própria olha para si. Tudo deixou cicatrizes na sua auto-estima e no seu autoconceito. 

Para quem gosta de ler sobre estórias de superação e onde a infância está longe de ser aquele lugar encantado, cor-de-rosa e cheio de sonhos, este livro poderá ser uma boa aposta.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigada pelo tempo que dedicaste à minha publicação!