sexta-feira, 30 de dezembro de 2016

Por detrás da tela | O fabuloso destino de Amélie (2001)

Classificação: 7/10

Já andava há muito tempo para ver este filme. Há uns anos apaixonei-me pela banda sonora e, desde aí, que o bichinho da curiosidade para o ver se foi adensando. 
Infelizmente acho que criei demasiadas expetativas. Esperava gostar mais, esperava sentir qualquer coisa de diferente (acho que ia à procura das mesmas emoções que as músicas que compõem a banda sonora me provocam), 

O filme conta-nos a estória de uma jovem que, ao chegar à maioridade, decide voar saindo da casa do pai. Nunca conheceu o mundo, viveu muito isolada e é atirada para um mundo totalmente desconhecido. 
Gostei muito desta premissa, gostei da forma como o desenrolar da vida de Amélie nos deixa a pensar sobre alguns aspetos da nossa vida. Acho que essas lições são bastante interessantes e deixam-nos a pensar. No meu caso em particular pensei muito sobre o medo e a forma como ele nos limita. Quantas coisas deixamos de fazer com medo? Quantas vezes evitamos as pessoas por medo? Quantas vezes deixamos de viver por medo? 
Penso que o Pintor foi muito importante em mandar a Amélie para a vida. Ofereceu-nos palavras muito sábias.

No geral é um filme que se vê de forma agradável, com cenários bonitos e uma banda sonora que encaixa perfeitamente. 

2 comentários:

  1. Olá Silvana,
    Acreditas que já tentei ver o filme por 2 vezes e adormeci sempre?! eheheh
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Tita,

      Acredito sim senhora, já que também aconteceu comigo. Dormi durante uma hora e tive de voltar atrás para ver o resto do filme.
      O problema é sentirmos o filme com pouca ação. Tem uma mensagem bastante bonita e interessante, mas em alguns momentos sentimos aquilo muito parado.
      Beijinhos

      Eliminar

Obrigada pelo tempo que dedicaste à minha publicação!