sexta-feira, 30 de dezembro de 2016

Opinião | "Tão veloz como o desejo" de Laura Esquivel

Tão Veloz Como o Desejo
Classificação: 3 Estrelas

Tão veloz como o desejo é o segundo livro que leio da autora Laura Esquivel. Esta segunda experiência foi mais positiva do que a anterior. Apesar de não ter amado o livro, esta leitura conseguiu ser agradável e me deixar curiosa em relação aos acontecimentos.

É uma estória de leitura relativamente simples, porém está carregada de diferentes emoções. 
Quanto à forma que a autora escolheu para nos contar os factos, posso dizer que foi relativamente confuso. Há partes da estória que são narradas na primeira pessoa e outras na terceira pessoa. Esta mudança confere um andamento narrativo mais lento porque eu senti que o ritmo de leitura quebra. Aparentemente parece dar algum dinamismo mas a mim causou-me alguma confusão. 

Gostei de todas as personagens e da forma como a comunicação assume um papel importante nas dinâmicas que se vão criando entre elas. Destaco, também, a forma como comunicam. Por vezes a comunicação não verbal assume uma importância muito importante e aqui eu senti isso. Apesar de Júbilo ter um grande domínio da palavra escrita, são as suas atitudes e comportamentos que nos revelam imenso daquilo que ele é enquanto pessoa e naquilo que construiu. Achei que era um homem muito sensível ao mundo e a tudo aquilo que o rodeia. Um homem eternamente apaixonado pela sua Lucha, uma mulher que gostei de conhecer e com quem sofri todas as suas angústias.

Aquilo que apenas me faltou foi uma maior dinamismo da história. Precisava de uma narrativa mais intensa e com uma escrita mais cativante (por vezes achei a escrita um pouco aborrecida).
Penso que para quem nunca se estreou com esta autora, este é um bom livro para um primeiro contacto.

4 comentários:

  1. Fico contente que tenha sido uma leitura agradável, mesmo que não tenha sido espetacular.
    Eu não me recordo quase nada da história, na altura gostei, mas não sei o que sentiria se o lesse agora. Com os anos e o número de leituras, ficamos inevitavelmente mais exigentes.

    Beijinhos e fico a aguardar a resposta ao desafio!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, quanto mais lemos, mais conhecemos e o nosso sentido crítico vai-se apurando. Acho que também não somos de uma área profissional muito fácil... Há certas coisas, que devido aos nossos conhecimentos não nos escapam ou olhamos para elas de uma forma ligeiramente diferente.

      Vou tentar responder em breve.

      Eliminar
  2. Olá Silvana,
    Há muitos anos, talvez 20, li o Como Água para Chocolate e adorei. Mas não sei porquê nunca tive grande vontade de ler mais nada da autora.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Tita,
      Esse é dos livros que mais opiniões positivas reúne, mas eu ainda não o li. Como ainda não me decidi se gosto ou não do estilo da autora, qualquer dia trago o livro da biblioteca para ler.
      Beijinhos

      Eliminar

Obrigada pelo tempo que dedicaste à minha publicação!