terça-feira, 8 de novembro de 2016

Top Ten Tuesday | Livros que não tenho a certeza de querer ler

Esta temática do Top Ten não é recente. Segundo os meus apontamentos, é do passado dia 12 de Agosto de 2014. 
Assim, deixo aqui 10 livros que não sei se um dia virei a ler ou não. Caso achem que eu os devo ler, por favor deixem-me os vossos motivos para os ler.

1. Amor de perdição de Camilo Castelo Branco - Já andei muito curiosa para ler este clássico da literatura portuguesa porém, com o passar dos anos a minha curiosidade tem diminuido susbtancialmente, estando neste momento sem saber se o quero ler ou não.
2. Grey de E. L. James - Grey foi a personagem que mais me intrigou na série. Do meu ponto de vista, se ele fosse explorado de outra forma e colássemos no seu caminho uma Anastasia ligeiramente diferente o livro podeira ter funcionado. Eu gostava de conhecer a história na perspetiva de Grey, mas pergunto-me Será que vou ler mais do mesmo?. Acho que a probabilidade de isso acontecer é grande, por isso não tenho a certeza de querer pegar ou não no livro.
3. O herdeiro de Sevenwaters de Juliet Marillier - Eu gostei muito dos três primeiros livros da série. Quando terminei o último fiquei com uma enorme vontade de partir para a leitura do seguinte (tanto que ele figura de listas de leituras passadas). Contudo, a minha vontade tem diminuído.

Amor de PerdiçãoGrey (Fifty Shades, #4)O Herdeiro de Sevenwaters (Sevenwaters, #4)

4. Sensibilidade e bom senso de Jane Austen - Gostei muito do livro Orgulho e preconceito, porém algumas opiniões menos positivas em relação a este livro têm afastado a minha vontade de o ler.
5. Para sempre, talvez de Cecelia Ahern - Sem saber, acabei por ver o filme antes de ler o livro. A minha pouca vontade em ler o livro advém do facto de que aconteceu o mesmo com o P.S. I love you, ou seja, vi primeiro o filme e depois quando peguei no livro não passei das páginas iniciais. 
6. O círculo fechado de Jonathan Coe - Não sei muito bem o que pensar acerca deste livro. Não sei nada sobre ele... Apenas sei que o seu tamanho me intimida e esta capa pouco apelativa me tira a vontade de ler.

Sensibilidade e Bom SensoPara Sempre, TalvezO Círculo Fechado

7. Padeira de Aljubarrota de Maria João Lopo de Carvalho - Os romances históricos têm sido um das minhas mais recentes paixões. E se até há um tempo atrás tinha muita vontade de ler este livro, ultimamente e devido a opiniões menos positivas a vontade tem diminuído.
8. Clube de sangue de Charlaine Harris - Li os dois primeiros livros da série e o vampiro Bill deu-me cabo dos nervos. Nunca mais peguei na série e não sei se algum dia voltarei a pegar. Se pegar será apenas por saber o que é feito do vampiro Eric.
9. A rainha branca de Philippa Gregory - Da autora li A rainha vermelha e a experiência não correu nada bem. Já me disseram que não comecei pelo melhor, mas continuo com algumas reticências em pegar noutro livro da autora.
10. Viver a vida a amar de Fátima Lopes - Os livros de Fátima Lopes são bem ligeiros. Já li alguns e apesar de não me encherem as medidas passava momentos agradáveis a lê-los. Contudo, acho que a minha exigência literária tem aumentado e, consequentemente, este tipo de livros me despertam cada vez menos interesse. 

Padeira de AljubarrotaClube de Sangue (Sangue Fresco, #3)A Rainha Branca (A Guerra dos Primos, #1)Viver a vida a amar

7 comentários:

  1. Eu gostei de ler o "Amor de perdição", mas li-o ainda na altura do secundário.
    Quanto aos restantes livros, o que merecia outra oportunidade era o da Philippa Gregory. Talvez não tenhas mesmo começado pelo melhor livro; eu li quatro livros dela e "A rainha vermelha" foi o que menos gostei. Penso que o meu preferido foi "A filha do conspirador". É uma autora que exige atenção e paciência, são livros um pouco densos.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu não li nessa altura :/. Não era leitura obrigatória e nunca lhe peguei.
      Sim, vou tentar pegar noutro livro da autora e ver que opinião formo. Mas não será para já, como precisam de paciência tenho de aguardar o momento certo, que não é este.

      Beijinhos

      Beijinhos

      Eliminar
    2. Eu também não li por ser leitura obrigatória; não era quando estudei.
      Li mesmo porque tinha curiosidade! As aulas de português deviam andar a fazer-me bem, para querer ler clássico voluntariamente! eheh
      Sim, aguarda por uma altura melhor e depois voltas a tentar!

      Beijinhos

      Eliminar
  2. Não li o "A Rainha Vermelha", mas gostei imenso do "A Rainha Branca". Acho que merece a hipótese :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Assim que me sinta com motivação, a ver se lhe dou uma hipótese. :)

      Eliminar
  3. Olá Silvana,
    Também não te vou convencer a ler Amor de Perdição pois não gostei nada.
    Até gostei d'O Herdeiro de Sevenwaters mas percebo-te e ainda digo mais. Foi bom voltar à escrita de JM e a Sevenwaters mas esta nova trilogia não tem o mesmo encanto que a trilogia inicial.
    Por acaso gostei de Sensibilidade e Bom Senso (dei-lhe 4 estrelas) mas não adorei como Orgulho e Preconceito.
    Por acaso tenho curiosidade na Padeira de Aljubarrota pois já li dois históricos da autora, e apesar do tamanho gingante, gostei bastante.
    Também gostei bastante de A Rainha Branca (e também da Rainha Vermelha) mas realmente esta série da Guerra dos Primos não é tão boa como a série Tudor. Para mim, os piores foram A Senhora dos Rios e A Princesa Branca.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Tita,

      Lol :)
      É esse o meu medo... Agora imagina o que é para alguém que não vai muito à bola com o género. Apesar de não gostar de fantasia consegui adorar a trilogia, mas e agora? Será que se vai manter?
      Vamos lá ver o que eu acho se ganhar coragem para o ler.
      Bem, então talvez eu também possa vir a gostar da Padeira de Aljubarrota ;).
      Ok :). Acho que vai sendo consensual que devo dar nova oportunidade à autora.
      Beijinhos

      Eliminar

Obrigada pelo tempo que dedicaste à minha publicação!