quinta-feira, 6 de outubro de 2016

Palavras Memoráveis


Se havia coisa que devia ter aprendido na adolescência, mas não chegara a fazê-lo, era que a vida tem sempre caminhos alternativos aos poucos problemáticos e que quando as coincidências acontecem, tantas vezes são para complicar e não para resolver. 
Célia Loureiro Correia, O funeral da nossa mãe

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigada pelo tempo que dedicaste à minha publicação!