domingo, 31 de julho de 2016

Maratona Cineverão | Divertida mente


3º Filme
Categoria: Animação
Classificação: 4 Estrelas

Foram várias as pessoas que me recomendaram este filme. Pelos comentários que iam partilhando comigo, eu cada vez mais ficava curiosa.

Posso dizer que achei o filme extremamente engraçado e uma excelente forma de falar de emoções e no impacto que elas têm na construção da nossa personalidade e na criação de memórias. 
Assim, somos convidados a entrar no mundo interior de Riley, uma menina de onze anos mentalmente saudável e com uma vivacidade contagiante. Quando conseguimos entrar no seu interior ficamos a conhecer aquelas que podemos classificar como emoções básicas e que estão na origem de outras mais complexas.

Gostei muito da caracterização de todas as emoções. A alegria é fabulosa e a sua interação com a tristeza é algo que nos faz pensar. Nem sempre acontece, mas quando estamos mais tristes, por vezes, tentamos procurar sempre alguma coisa que nos retire desse lado mais escuro do nosso ser. E melhor ainda é quando a alegria dos outros se junta a nós de forma a limpar a tristeza que sentimos no momento. Este aspeto ficou muito claro no filme. No fundo, quando estamos tristes, é sempre bom ter ali um ombro que ampare as nossas horas menos felizes, ajudando-nos a superar esse momento menos favorável.

Outro aspeto que não me passou despercebido é a forma como, no filme, retratam as emoções das crianças e dos adultos. Enquanto que Riley vive um enorme intensidade emocional, reagindo muito ao mundo e às mudanças e onde as suas emoções não estão "quietas", as emoções dos pais são mais controlas e não são muito levadas pela impulsividade, nem pela impaciência. Conseguem estar "sentadas" a gerir de forma ponderada o mundo interior de cada. Com isto, chegamos a ideia de maturidade e aquilo que ela faz com as nossas emoções. 

É um filme muito apelativo e que dá uma boa sessão com crianças. Na minha opinião tudo está muito bem construído neste filme. Aspeto gráfico, banda sonora e a construção da história conjugam-se de forma a dar um corpo muito coeso ao filme.
Aquilo que verdadeiramente senti é que é impossível chegar ao fim sem querer ver mais. 

4 comentários:

  1. Este filme é mesmo especial. Vi-o há uns meses e já tenho vontade de o ver outra vez. Só de me lembrar daquela parte final onde as emoções percebem que podem gerar sentimentos mais complexos... é lindo :)
    Beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É um filme mesmo especial... Fica na nossa cabeça.
      Beijinhos

      Eliminar
  2. Olá Silvana,
    Adorei este filme! Tão bom!!! E deixaste-me com vontade de o rever =)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Tita,

      Este filme é mesmo muito bom. Para além disso, passa uma mensagem muito importante acerca das emoções.
      Adultos e crianças deviam ver este filme e falar sobre ele :).

      Beijinhos

      Eliminar

Obrigada pelo tempo que dedicaste à minha publicação!