quarta-feira, 29 de junho de 2016

Opinião | "Regressar" de Catherine McKenzie

Regressar
Classificação: 3 Estrelas

Regressar de Catherine McKenzie foi mais um livro lido para o projeto Empréstimo Surpresa que mantenho com a Denise do blog Quando se abre um livro.

Este livro dá-nos a conhecer a Emma e o seu recomeço de vida. Depois da morte da mãe, Emma vai para África com a intenção de passar lá um mês. Porém, o destino troca-lhe as voltas e acaba por lá ficar mais tempo. Quando regressa, verifica que todos pensavam que ela estava morta. É aqui que toda a vida de Emma retrocede, e ela vê-se obrigada a reconstruir tudo aquilo que já tinha na sua vida.

Num tom divertido, descontraído e ligeiro,  autora vai-nos apresentando os novos desafios que se interpõem no seu caminho. É aqui que surgem os momentos mais engraçados e que facilmente nos fazem rir e oferecem-nos verdadeiros momentos de descontração. 
É certo que a nova realidade da Emma é bastante dolorosa. Ela acaba por perder tudo, e vale-se da sua determinação, inteligência e força de vontade para conseguir alcançar o equilíbrio entretanto perdido.

A narrativa desenvolve-se de forma muito rápida, não deixando espaço para momentos mortos ou aborrecidos. Assim, temos uma história de fácil compreensão e assimilação, tornando o livro um bom companheiro para as tardes de verão. 

Apesar de ter gostado da história, há alguns aspetos que fazem com que não lhe atribua uma pontuação mais elevada. Do meu ponto de vista, os diálogos são rápidos e pouco desenvolvidos e há alguns acontecimentos que mereciam um maior destaque e de serem mais esmiuçados. No fundo, a autora não esgota as potencialidades de algumas situações de conflito, nomeadamente nas interação entre Emma e Dominic e entre Emma e Sophie, deixando que as coisas sejam muito superficiais para o leitor.

Também acho que, para percebermos o impacto da viagem a África em Emma, precisávamos de mais descrições daquilo por que Emma passou por lá. Temos acesso a pequenas partes de algo que teve um grande impacto na personagem principal, por isso era importante ver até onde foi esse impacto e conhecermos melhor as mudanças interiores de alguém que achava que tudo ia bem na sua vida.

Tendo em conta a leveza da narrativa é um livro que recomendo a quem goste de livros mais descontraídos para ler na praia ou ao ar livre.

4 comentários:

  1. Olá Silvana,
    Não conhecia este livro. Parece giro.
    Beijinhos e boas leituras

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Isaura,

      É uma boa leitura de verão.
      Se tiveres oportunidade, lê.
      Beijinhos e boas leituras

      Eliminar
  2. Fico contente que tenha sido uma leitura descontraída :)
    Beijinhos

    ResponderEliminar

Obrigada pelo tempo que dedicaste à minha publicação!