sábado, 11 de junho de 2016

A minha experiência com... | Nicholas Sparks

Já há muito tempo que queria iniciar esta rubrica aqui no blog.
Aquilo que pretendo com ela é: escolher um autor, falar dos livros que já li e que me faltam ler e o que eu acho da escrita do autor.

Para iniciar escolhi o autor: Nicholas Sparks

 

Reconheço que foi dos primeiros autores que me fizeram ler compulsivamente na adolescência. Porém, o meu crescimento e a presença de outras leituras retiraram o papel de destaque que este autor tinha na minha vida literária.
Inicialmente, adorava-o. Li os livros dele com uma avidez inexplicável. Ficava derretida com as histórias de amor que preenchiam aquelas páginas... Depois de ler muitas obras seguidas do autor, parei durante muito tempo e só voltei a lê-lo em 2011. 
Eu continua a gostas das obras do autor, porém já não me encantam tanto; às vezes aborrecem-me porque acho que o escritor usa sempre a mesma fórmula e porque comecei a compará-lo com outros romances. 

No total, ao longo da minha vida enquanto leitora, já li 16 livros do autor:
  1. Corações em Silêncio
  2. Uma escolha por amor
  3. A alquimia do amor
  4. À primeira vista
  5. Quem ama acredita
  6. O sorriso das estrelas
  7. Uma vida a teu lado
  8. Laços que perduram
  9. Uma promessa para toda a vida
  10. Dei-te o melhor de mim
  11. Melodia do adeus
  12. Um refúgio para a vida
  13. As palavras que nunca te direi
  14. O diário da nossa paixão
  15. Um momento inesquecível
  16. Juntos ao luar
Não me lembro de todos os enredos e dos pormenores que os caracterizam. Não me lembro de todas as personagens criadas por Nicholas Sparks. Restam as boas memórias do meu livro preferido, O diário da nossa paixão e do livro que até hoje menos gostei Dei-te o melhor de mim.
Um aspeto que tenho bem presente é o facto do autor recorrer a casais em diferentes etapas de desenvolvimento, ou seja, casais jovens e casais mais adultos. Eu prefiro as histórias protagonizadas por casais mais velhos. Sinto-as com outra intensidade e acho-as mais ternurentas. 

Apesar desta longa lista de livros lidos, ainda me faltam:
  1. Uma viagem espiritual
  2. Um homem com sorte
  3. No teu olhar
  4. Três semanas com o meu irmão
Uma viagem espiritual foi um livro que não quero ler. Não me desperta a atenção.
Em relação aos outros dois, já tentei ler Um homem com sorte mas desisti ao fim de meia dúzia de páginas. Estava a ser uma leitura penosa e pouco interessante e acabei de abandonar o livro. Apesar disso, vi o filme e gostei. Por isso, talvez um dia ainda lhe volte a dar uma oportunidade. No teu olhar é um livro publicado recentemente e que também poderei vir a ler um dia num futuro próximo ou mais longínquo. 

E vocês, gostam dos livros de Nicholas Sparks? Qual é o vosso preferido?



14 comentários:

  1. Dele também o meu preferido de todos e o que mais gostei "Diário da nossa paixão". De resto sinto precisamente o mesmo que tu... é um vira-o-disco-toca-o-mesmo algo saturante :/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acho que o facto de irmos descobrindo novos autores e novas formas de escrever torna-nos mais críticos e insatisfeitos com as leituras de determinados autores. Penso que foi isso que aconteceu em relação a Nicholas Sparks. Assim que descobri novos autores, ele foi perdendo estatuto dentro do meu grupos de autores preferidos.

      Eliminar
    2. Acho que o impacto que as leituras dele tinha quando éramos mais nova e estávamos a entrar para uma leitura mais séria e adulta também fez muito a diferença para a anterior adoração e agora passar um pouco ao lado... Mas hei-de tentar um dia, se me der vontade, ler os mais recentes dele...

      Eliminar
    3. Acho que fazes bem :). Afinal de contas não tens nada a perder ;).

      Eliminar
  2. A minha relação com Nicholas Sparks também tem sido longa; penso que é um dos únicos autores em que posso afirmar que li toda a sua bibliografia! Foi também um dos autores que me despertou para o mundo literário mais "adulto", digamos assim. Eu já lia bastante na adolescência, livros mais juvenis, e foi com as obras dele que me iniciei nos grandes romances.
    Continuo a gostar imenso do autor e das histórias dele. Concordo que usa muitas vezes a mesma fórmula e isso acaba por aborrecer, se ler dois livros seguidos. No entanto, continuo a adorar ler um livro dele ocasionalmente, uma vez por ano, ou quando são publicados novos livros!
    Neste último, ele mudou um bocadinho a fórmula, escreveu um thriller romântico, por isso penso que serás capaz de gostar. Eu gostei, embora tenha achado a relação entre os protagonistas muito morna.

    Após verificar a tua lista, constatei que te faltam dois livros que não referiste: "Três semanas com o meu irmão", que ele escreve juntamente com o irmão e é uma espécie de biografia. Gostei imenso e fez-me chorar muito. O homem também não teve uma vida fácil, talvez seja por isso que os livros deles têm muito drama!
    E falta-te também o "Juntos ao Luar", que é absolutamente o meu preferido do autor. Não sei se já leste, mas se não, tenho de to emprestar em breve. :)

    Gostei da nova rubrica!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não estou certa, mas acho que também foi ele que marcou o meu início nas leituras de género mais dirigido ao público adulto.
      Eu entendo o teu ponto de vista (que acaba por funcionar mais ou menos comigo), mas a descoberta de outros autores e a diversidade de leituras que tenho feito, fizeram com que eu fosse deixando o autor mais para trás... Lá está, vou lendo, mas perdeu o se encanto.

      Obrigada. Tinha-me esquecido mesmo desses dois. "Juntos ao luar" já li, o outro é que não (nunca me despertou grande interesse).

      Obrigada! :) Há algum autor(a) que gostarias de me ver escrever?
      Beijinhos

      Eliminar
    2. Autores que gostaria de ver-te escrever? Talvez Nora Roberts, e outros dos quais já tenhas lido vários livros. Fica mais fácil falar da nossa experiência quando lemos bastantes :)

      Eliminar
    3. Parece-me bem. :) Sim, é mais fácil. Acabamos por ter uma visão mais vasta do trabalho de um autor.

      Eliminar
  3. Também li muitos livros do Nicholas Sparks e curiosamente também naquela transição dos livros mais juvenis para os mais adultos. Aliás, lembro-me que foi após os 16 anos, quando pude visitar a parte de cima da biblioteca municipal, que os encontrei e comecei a lê-los a eito, uma vez que já tinha lido um livro dele cá de casa.
    Agora já nem lhes pego, já que comecei a fartar-me da mesma formula, quer romance romântico, quer romance dramático. Tenho, no entanto, um especial apreço por "Um Momento Inesquecível" (um dos meus favoritos, sem dúvida), A Melodia do Adeus (um dos últimos livros dele que me apaixonou) e Quem Ama Acredita - o primeiro livro que li dele e que não me consigo esquecer da história :)
    Beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Sara :)

      Obrigada por partilhares a tua experiência.
      Sabes, começamos a conhecer outros mundos literários que deixam Nicholas Sparks vai ficando para trás.
      O "A melodia do adeus" também foi um dos mais recentes que mais gostei. "Quem ama acredita" já não me lembro muito bem da história :P
      Beijinhos

      Eliminar
    2. O facto dos romances dele terem uma linha muito parecida, tirando algumas excepções, também não ajuda...

      Eliminar
  4. Eu só li 2 ou 3, penso eu. Não é bem o meu género mas os que li, gostei.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. :) São livros leves que, de vez enquanto sabe ler... O problema é que o autor usa sempre a mesma fórmula, o que acaba por cansar.

      Eliminar

Obrigada pelo tempo que dedicaste à minha publicação!