quarta-feira, 2 de março de 2016

Opinião | "O Aprendiz" de Tess Gerritsen (Rizzoli & Isles #2)

O Aprendiz (Rizzoli & Isles, #2)
Classificação: 5 estrelas

O Aprendiz foi o primeiro livro que a Denise me enviou este ano para o nosso projeto conjunto do Empréstimo Surpresa. 
O ano passado estreei-me com esta autora também por conta da Denise e foi uma leitura que adorei. Esta conseguiu superar a leitura anterior, ou seja, ainda gostei mais deste livro do que do anterior. 

Este livro traz-nos de volta a detetive Jane Rizzoli assim como o criminoso do livro anterior. Foi como se entre eles dois ficassem algumas pontas soltas, alguns elos de relação que precisavam de ser refinados. 
Mas antes Jane tem de aprender a lidar com um novo criminoso, criminoso esse que gosta de imitar o nosso Cirurgião. Ele desperta os fantasmas e o lado mais sombrio da nossa detetive. É um jogo psicológico muito bem estruturado e delineado que nos prende e enfeitiça à medida que vamos lendo sobre os crimes, que vamos assistindo ao desconforto de Jane e à sua luta interna entre o emocional e o racional. 

Todo o contexto criminal, o papel da medicina legal, os profilers... Todos estes aspetos contribuem para dar um toque muito realista ao livro. A escritora é minuciosa e, através das palavras, desenha todos os cenários que tornam a nossa relação com a história mais próxima e mais íntima. As cenas de autópsias e de conversas entre os profissionais criminais estão muito bem conseguidas. A autora revela ter conhecimentos técnicos e científicos que conferem um toque muito realista ao livro e que desperta a curiosidade. Sei que a autora é médica, mas acho que em muitos outros aspetos descritos no livro advêm de um processo de estudo profundo sobre um conjunto de questões inerentes a uma investigação policial em que o criminoso é um serial killer complexo e sedento de sangue. 

Há personagens novas neste livro, assim como umas que transitaram do livro anterior. Dean é uma personagem nova e vem abalar a fortaleza que Jane sempre construiu à sua volta. Gostei da interação dos dois. Inicialmente, passavam a vida a avaliar-se a tentar decifrar os lugares mais sombrios de cada um. Aos poucos foram-se descobrindo e procuraram encaixar-se para trabalhar em conjunto e de forma mais eficaz. Demorou um bocadinho até eles construírem essa confiança mútua, mas quando ela apareceu deu um toque mais amoroso ao livro. 

Quanto ao final fiquei um bocado frustrada com o desfecho. Acho que queria mais. Queria mais ação, queria ter acompanhado todos aqueles momentos finais de forma mais pormenorizada, queria ver outro desfecho para o Aprendiz. Acho que queria ter mergulhado mais fundo naquilo que ele significava e naquilo que ele era e que não chegou a revelar. 
O cirurgião teve também também o seu momento e o seu fim... Será que ele ainda volta aparecer?

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigada pelo tempo que dedicaste à minha publicação!