quarta-feira, 10 de fevereiro de 2016

Opinião | "Noite de Reis" de Trisha Ashley

Noite de Reis
Classificação: 2 estrelas
Contém Spoilers

Foi com uma grande expetativa que parti para a leitura deste livro. Uma capa bonita, uma autora que reúne um conjunto de opiniões positiva e um livro que andava debaixo do meu olho há já algum tempo. Esta grande expetativa foi caindo a pique à media que ia lendo as primeiras páginas desta história. 

Em Noite de Reis deparamo-nos com uma narrativa muito lenta e pouco criativa. No fundo, o que senti foi uma grande ausência de elementos que cativem o leitor, assim como a ausência de conflitos consistentes e apelativos que me fizessem permanecer agarrada ao livro e às personagens. 
Grande parte dos momentos iniciais deste livro consistem na descrição de coisas banais e muitos, muitos, muitos momentos na cozinha. Já começava a ficar farta dos momentos em que Holy estava a cozinhar, assim como estava extremamente indignada com o comportamento das personagens secundárias que simplesmente impõem a sua presença a Holly de uma forma ligeiramente discreta, mas que a impedem de a recusar.

É um livro onde as incongruências aparecem, bem como algumas gralhas em termo de escrita. Isto revela um fraco trabalho de revisão. Relativamente às incongruências passo a citar um exemplo:
  • Como é que a amiga da Holly sabia da existência do George na altura em que embrulhou o presente de Natal para a Holly? É assim, Holly foi para a casa de Jude antes do Natal e despediu-se da amiga antes de partir em viagem. Deduzi, por aquilo que foi sendo descrito que a amiga de Holly lhe entregou a prenda na altura em que se despediram para que ela pudesse abrir na noite de Natal. Ora nessa altura, ainda não existia George e Holly estava longe de saber quem é que seriam as pessoas com quem iria falar durante a sua estadia na casa de Jude. No tempo em que estiveram separadas, não houve qualquer referência  a um envio da prenda pelo correio, bem como parecia impossível dadas as condições meteorológicas que impediam a deslocação das pessoas.
A chegada de Jude aqueceu um pouco as coisas e deu uma nova cor à história. Porém, foi parcamente explorado pela autora. Pareceu-me tudo muito superficial e apressado o que torna o final do livro um pouco forçado. 


Penso que houve uma falta de exploração das emoções das personagens. É verdade que considero que a autora não primou pela boa caracterização das personagens nem lhes ofereceu a dimensão suficiente para as tornar reais aos olhos dos leitores. 
Um ponto que para mim me deixou muito desiludida foi quando Jude descobre que Holly é neta de um tio dele. Aliás toda a evolução da história do passado que vai aparecendo em paralelo com a história presente é muito mal aproveita e não gera nas personagens o tipo de conflito que o tornaria interessante. 
"Ok.... És neta de um tio meu... Tudo bem... 'Bora lá ver os cavalos"... Esta é a sensação com que fiquei ao ler este desenrolar dos acontecimentos, quando Jude confronta Holly com a sua história passada. 

Para mim foi desgastante terminar este livro. Só não lhe dou uma estrela, porque a partir do momento em que aparece Jude as coisas melhoram o suficiente para que o livro se torne numa leitura satisfatória.
Na minha opinião, o livro sairia favorecido se a parte inicial fosse mais resumida, se autora apostasse na exploração dos sentimentos e personalidade das personagens e se nos mostrasse um ligação entre a história do passado e do presente de um forma mais consistente e realista. 

2 comentários:

  1. Olá Silvana
    Que pena não teres gostado do livro. Li-o este natal e adorei, achei uma leitura leve e fofa. Mas compreendo que nem todos possamos gostar do mesmo.
    Espero que a próxima leitura seja melhor.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Tita!
      Ainda bem que as pessoas têm opiniões diferentes :).
      De facto, não achei o livro nada de especial. Espero que surjam outras oportunidades para ler a autora e ver se tenho uma experiência melhor.

      Beijinhos

      Eliminar

Obrigada pelo tempo que dedicaste à minha publicação!