quinta-feira, 22 de outubro de 2015

Palavras Memoráveis


Livro: A menina mais triste do mundo
Cathy Glass

«Seria maravilhoso», pensei de novo, «se pudesse agitar a minha varinha mágica e fazer com que todas as crianças fossem desejadas e bem tratadas e todos os pais capazes de amor e cuidar dos seus filhos».

Beijei-lhe a testa e, ao sair, senti um nó na garganta. Dar as boas noites à Donna pela última vez foi um daqueles momentos sentidos que, sabia-o, ficariam comigo para sempre. 

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigada pelo tempo que dedicaste à minha publicação!