sábado, 22 de agosto de 2015

Opinião | A vida na porta do frigorífico


A Vida na Porta do Frigorífico

Autora: Alice Kuipers
Ano: 2009
Número de páginas: 240 páginas
Classificação: 3 Estrelas
Sinopse: Aqui

Opinião
Andava com este livro na estante há algum tempo em lista de espera para ser lido. Confesso que a minha vontade para o ler foi-se logo no momento em que o recebi cá em casa, o abri e vi como estava organizado o seu conteúdo. Quando o encomendei numa das promoções da presença não imaginava com tão pouco texto. Sim, foi preconceito aquilo que aconteceu porque pensei que pouco texto era indicativo de má história. 

Felizmente fui agradavelmente surpreendida. Gostei bastante da forma como a autora decidiu contar a história e também gostei do conteúdo que a história me ofereceu.

Através de uma forma simples, Alice Kuipers oferece-nos uma história carregada de sentimentos e significados. Através de pequenos bilhetes partilhados na porta do frigorífico ficamos a conhecer a relação, os dramas, as tristezas e os afectos que são partilhados entre uma mãe e uma filha. São duas pessoas, como tantas outras, que se deixam absorver pelas exigências do dia-a-dia, que ficam sem tempo para partilhar com aqueles que mais gostam. Vivem a correr passando ao lado da vida e daqueles que amam. 

O final foi bastante tocante para mim. Emocionei-me com as palavras que lá foram deixadas. Está escrito de uma forma muito simples, mas ao mesmo tempo muito tocante. 

Para quem quer uma leitura rápida, com alguma descontracção e com um toque de sentimentalismo, este é um bom livro. 

4 comentários:

  1. Olá Silvana,
    Já vi várias vezes a opinião deste livro e sempre boas reações!
    Nunca me cativou, não sei porquê, mas talvez lhe dê uma oportunidade.
    Beijinhos e boas leituras

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Isaura!

      Eu "zanguei-me" com o livro quando o recebi, porque estava à espera de outra coisa. Porém, posso dizer-te que foi uma agradável surpresa. Lê-se bem e é carregado de emoções para o leitor ir descobrindo ao longo dos diferentes bilhetes que vão sendo trocados.
      Se o tens, dá-lhe uma oportunidade.
      Beijinhos e boas leituras.

      Eliminar
  2. Eu li este livro mais para ver se me iria surpreender ou iria dar-se algum desenvolvimento dramático ou assim... Sinceramente é daqueles livros: "Leu-se".
    Quem, como eu, estiver habituada a histórias mais fortes, dramáticas e chocantes, é bastante básico e até lamechas e algo aborrecido.... Ah... e previsível!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, tens razão: há histórias com carga dramática mais intensa do que este. Sim, também é previsível. Entendo a tua visão do livro. :)
      Porém, eu gostei. Não achei aborrecido, porque a forma como a autora nos conta é diferente do habitual. E acho que há ali muita coisa que se pode ler nas entrelinhas.

      Eliminar

Obrigada pelo tempo que dedicaste à minha publicação!