terça-feira, 21 de julho de 2015

Opinião | Escrito nas Estrelas


Escrito nas Estrelas




Autora: Bárbara Norton de Matos
Ano: 2010
Número de páginas: 248
Classificação: 1 Estrelas
Sinopse: Aqui






Opinião
"Fútil" é a primeira palavra que me vem à cabeça para descrever este livro. É tão básico, cliché e insignificante que me pergunto como é que é possível uma editora com chancela da Leya editá-lo. É ao ler livros como este que me sinto algo revoltada. Vejo jovens escritores portugueses a lutar com tudo aquilo que podem, carregados de talento e que possuem boas história a serem deixados para trás, a serem pouco valorizados pelas ditas grandes editoras e acima de tudo são pouco respeitados pelo público português. Porém, chega alguém conhecido da Televisão e a sua história é facilmente publicada. Eu considero isto uma grande injustiça, uma vez que os critérios para publicação parece que mudam em função da pessoa que escreve o livro, em vez de se focarem no conteúdo do
manuscrito.

Este livro apresenta algumas gralhas (palavras a mais ou a menos nas frases, "mas" que não deveriam existir), aspeto que evidência a ausência de algum cuidado no processo de revisão.
Relativamente à narrativa, também esta deixou transparecer algumas incongruências. Introdução descontextualizada de uma personagem (quando ela apareceu não fazia a mínima ideia de onde ela vinha) e falhas em termos temporais (há coisas que tendo em conta a sequência temporal da história não fazem sentido nenhum).

A personagem principal, Carminho, é das piores personagens principais com quem já me cruzei (até a Anastasia do livro As 50 sombras de Grey é bem melhor - livro do qual ainda não publiquei opinião). Uma atriz fútil e mimada que não transparece, em nada, a força que autora queria transmitir. Deu-lhe um passado sofrido, coloca-a com um patinho feio, para no presente a transformar num cisne... completamente estragado. É tudo tão superficial que não permite ao leitor identificar-se minimamente com ela bem sinta qualquer tipo de empatia. Irritou-me tanto!!!! Revirei tantas vezes os olhos com o seu comportamento... Aquilo é tão distante da minha realidade e da minha maneira de ser que chegou ao ponto de olhar para o livro da forma mais distante possível.

E aquele final?! Mas o que é que foi mesmo aquilo?? Foi das coisas mais estúpidas que já li. Não faz qualquer sentido quando olhamos para o que acontece na realidade. Este é daqueles livros que daqui a uns meses não vou ter qualquer memória do seu conteúdo!

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigada pelo tempo que dedicaste à minha publicação!