quinta-feira, 18 de setembro de 2014

Palavras Memoráveis


(imagem retirada daqui)


Estar sozinho era uma forma natural de estar: de certa forma, podia dizer-se que era uma espécie de premissa de vida.


Os sonhos vêm do passado, não do futuro. Não deixes que eles te dominem - deves ser tu a dominá-los. Compreendes?


A morte não é o oposto da vida, mas parte dela.


O trabalho deve ser um acto de amor e não um casamento de conveniência.


O que importa é tomar a decisão de aceitar a outra pessoa totalmente, do fundo do coração. E tem sempre de acontecer como se fosse a primeira e a última vez.

Haruki Murakami, A Rapariga que Inventou um Sonho

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigada pelo tempo que dedicaste à minha publicação!