quinta-feira, 11 de setembro de 2014

Palavras Memoráveis

(imagem retirada daqui)

O pior é o medo. A dor que eu imagino é pior do que a dor que eu sinto.


Às vezes penso que o coração das pessoas é como um posso sem fundo. Ninguém sabe o que se encontra no seu interior. Não temos outro remédio senão dar largas à imaginação a partir do que aparece, volta e meia, à tona.


(...) ao mesmo tempo, também se apercebeu de que, a páginas tantas, há sempre uma fase da vida de uma pessoa em que ela tem de seguir o seu próprio caminho.

Haruki Murakami, A Rapariga que Inventou um Sonho

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigada pelo tempo que dedicaste à minha publicação!