sexta-feira, 12 de setembro de 2014

[Opinião] Onde Caem os Anjos


Onde Caem os Anjos

Autor: Nora Roberts
Ano: 2009
Editora: Saída de Emergência
Número de páginas: 416 páginas
Classificação: 4 Estrelas

Sinopse
Reece Gilmore foge de um passado traumático como única sobrevivente de um crime brutal em que viu todos os seus amigos morrer. Um dia chega a Angel's Fist, um lugar idílico rodeado por belas montanhas, e decide aceitar um emprego no restaurante local como cozinheira.
Reece cedo encanta os locais com os seus dotes de culinária. Afinal de contas, era uma famosa chefe de cozinha na Costa Leste, mas continua atormentada pelo crime de que foi vítima, e luta constantemente contra os pesadelos que a assombram. Até que um dia é a única testemunha de um novo homicídio...
Sendo tão frágil e dada a ataques de pânico, ninguém na cidade parece acreditar em Reece a não ser Brody, um irascível e atraente escritor de policiais. E quando uma série de eventos perigosos tornam claro que alguém está a tentar enlouquecer Reece e a eliminá-la do caminho, ela terá que confiar em Brody, e em si própria, para descobrir se existe ou não um assassino em Angel's Fist.

Opinião
Nora Roberts conquistou-me com o livro Jogo de Mãos e desde aí é sempre com um enorme gosto que leio os livros dela. Nos seus livros, mistério e romance aliam-se de forma a cativar o leitor e a deixá-lo envolvido com a história.

Gostei muito do livro Onde caem os anjos. Esta é mais uma leitura agradável com um mistério que eu não conseguir resolver, mas que não era assim tão complicado de lá chegar. 

Reece é uma mulher que tem de dar continuidade à sua vida depois de um acontecimento traumático. Porém, na última cidade onde se instala a sua frágil condição emocional é abalada. Gostei bastante desta personagem! A autora conseguiu dar-lhe uma essência que a tornou real aos meus olhos pela sua aproximação com a realidade. Identifiquei-me com alguns aspectos da personalidade de Reece, nomeadamente no comportamento metódico e na forma como ela se refugia no trabalho para diminuir os níveis de ansiedade provocados por outro tipo de problemas e o facto de não procurar nos outros sentimentos de pena para com algo que nos provocou um enorme sofrimento. 

Brody deixou os meus sentimentos em relação a ele em dúvida. No geral, posso dizer que até gostei dele, mas há certos aspectos que me faziam pensar Mas em que mundo é que vives?. Das coisas que mais gostei foi a forma como ele interagia com Reece, Toda esta interacção pautou-se por momentos engraçados, bonitos e emotivos. Porém, ele tem algumas atitudes pouco congruentes com aquilo que vou ficando a conhecer dele. Apesar disso, no final conseguiu fazer com que me esquecesse do que ele andou a fazer de menos bonito.

Se eu tivesse a oportunidade de falar com Nora Roberts, gostava de lhe perguntar o porquê de apressar tanto os finais. Confesso que me sinto irritada e frustrada com alguns dos finais dos livros da autora. Neste momento, este foi o que me deixou mais irritada. Fiquei triste com a forma como a situação terminou. Eu queria mais desenvolvimento, mais informação acerca das outras personagens perante a descoberta do mistério. Tal aspecto fazia sentido, porque ao longo do livro é dado bastante ênfase ao modo de vida nas cidades pequenas e na forma como todas as personagens interagem umas com as outras. 

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigada pelo tempo que dedicaste à minha publicação!