quinta-feira, 10 de julho de 2014

[Opinião] Provocadora (As flores mais raras # 2)


Provocadora (The Rarest Blooms #2)

Autor: Madeleine Hunter
Ano:2013
Editora: Asa
Número de Páginas: 336 páginas
Classificação: 3 Estrelas

Sinopse
Verity Thompson desapareceu no dia do seu casamento. O seu paradeiro manteve-se secreto durante dois anos. Um longo período em que o marido, o conde de Hawkeswell, viveu na penúria e na incerteza. Verity deixou para trás uma fortuna imensa mas inacessível, pois o seu óbito não foi declarado. Nem poderia sê-lo pois ela está bem viva. Ao ser obrigada a casar, Verity fugiu de Londres e refugiou-se, incógnita, no campo. Sem qualquer interesse pelo título ou estatuto do marido, abdicou da sua fortuna em troca da liberdade. Mas o passado tem os seus próprios desígnios e a jovem vê-se agora obrigada a regressar à cidade e a um casamento sem amor. Por seu lado, o arrogante Hawkeswell está disposto a chegar a um acordo: se Verity lhe conceder três beijos por dia, ele não a obrigará a cumprir os deveres conjugais. Mas, claro, há beijos e beijos... e Verity vai perceber até que ponto se arruinou ao entregar-se às mãos hábeis de um mestre.

Opinião
Provocadora é o segundo livro da série As flores mais raras e o primeiro que leio desta série. Da autora é o terceiro livro que leio, mas ainda não me senti arrebatada com a escrita. Este livro não é um mau livro, mas também não é um bom livro. Foi uma leitura agradável, fluída mas que não me marcou o suficiente para mais tarde me recordar da história.

Verity é a personagem feminina principal do livro e que foge no dia do seu casamento. As razões desta fuga não são logo totalmente reveladas. O que contribui para me ir deixando presa à história.

O amor entre Verity e Lord Hawkeswell surge de uma forma estranha e um pouco artificial. Não senti uma ligação emocional entre eles, aspecto que a autora fez aparecer no final. Senti que foi uma ligação mais física, uma vez que é bem visível a sensualidade entre os dois e a forma como eles se envolvem fisicamente.

O que faltou para o livro me conseguir encantar mais? O estranho é que nem eu consigo identificar muito bem. Pelo título, estava à espera de uma Verity mais provocadora e não tanto submissa ao toque de Lord Hawkeswell. Quanto a este último, esperava que ele mostrasse uma personalidade mais vincada e arrogante em certos aspectos.

Para finalizar quero apensas destacar a minha curiosidade em relação a Katherine. Esta personagem é uma rapariga que é ajudada por Verity e que penso que esconde ali um segredo que dá origem a uma boa história e deverá ser uma das personagens femininas principais de um dos próximos livros da série.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigada pelo tempo que dedicaste à minha publicação!