quarta-feira, 2 de julho de 2014

[Opinião] Porto Seguro



Autor: Danielle Steel
Ano: 2013
Editora: Bertrand Editora
Número de páginas: 464 páginas
Classificação: 4 Estrelas

Sinopse
Uma história inesquecível de sobrevivência... de como duas pessoas que perderam tudo reencontram a esperança ... e dos actos extraordinários de fé e de coragem que motivam e mantêm as famílias juntas…
Com graça e compreensão Danielle Steel explora os laços ténues entre mães e filhas, maridos e esposas, membros da família e amigos ao longo da vida. Este romance leva-nos através da paisagem complexa da perda e do bem que também sempre surge associado às mais terríveis tragédias.
Em síntese, uma história de triunfo e uma elegia comovente para aqueles que sofrem e sobrevivem, Porto Seguro é, talvez, seu romance mais poderoso de afirmação da vida.

Opinião
Para quem aqui vai passando, sabe que eu tenho um gosto especial pelos livros desta escritora. São livros que me proporcionam bons momentos de leitura e que facilmente me prende às personagens e às histórias.

Ophélie, Pip e Matt são as personagens nucleares deste livro e possuem histórias familiares marcadas pela tristeza e pela tragédia. Ophélie e Pip vivem uma tragédia mais recente que as leva a passar férias num local calmo. É nesse lugar que ambas conhecem Matt, um homem que, há alguns anos, vive para as suas pinturas e solidão. Juntos evoluem emocionalmente e aprendem a curar muitas das suas feridas.

Gostei dos dramas familiares de cada um dos personagens e, na minha opinião, foram muito bem abordados e bem caracterizados por Danielle Steel.
Pip será uma criança literária que vou guardar na minha memória com um carinho especial. Uma criança que cresceu à força, mas que mostra uma determinação e uma vontade de ajudar a mãe que é muito comovente.

A evolução de Ophélie ao longo do livro e o seu crescimento emocional está muito bem caracterizado. A autora captou a essência daquilo que uma pessoa em luto vive, por isso facilmente me senti ligada a esta personagem.
Matt surge como o homem perfeito. Emotivo, sensível, confiante... Surge como o grande motor da mudança de vida de Ophélie e Pip, ao mesmo tempo que vê a sua vida ganhar uma outra tonalidade.

Penso que, no final houve um drama em relação a uma outra personagem que foi exagerado pela autora. Danielle Steel poderia ter dado outro rumo à situação.

Porto Seguro é um livro leve que proporciona bons momentos de leitura. Não é o meu livro preferido da autora, mas conseguiu atingir as expectativas que tenho sempre que pego num livro da autora para ler.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigada pelo tempo que dedicaste à minha publicação!