quinta-feira, 3 de julho de 2014

Junho | Lugares (Des) Encantados


Devido à ausência de leituras já não fazia está rubrica desde Março. Desde já peço desculpa aos meus leitores, mas surgiram outras prioridades e as leituras passaram para segundo plano.

A sede de leitura era tanta, que em Junho andei por 12 lugares diferentes. Convido-vos a um resumo pelas viagens que fiz.

Decidi entrar em Junho passeando por Sevenwaters e saber mais um bocadinho do que era feito da família de Sorcha (A Filha da Profecia - Juliet Marillier). Este livro era dedicado a uma neta de Sorcha, Fainne que bem poderia ter escrito cartas apaixonadas ao seu Darragh. De certeza que seriam cartas apaixonadas, mas as escritas por Ellie e Nolan continham uma certa inocência e estavam cheias de coisas por dizer, coisas que o tempo ainda não permitia que fossem ditas (Cartas da Nossa Paixão - Karen Kingsbury). A percepção do tempo difere consoante nos nossos sentimentos e estamos sempre a procurar o porquê das coisas, quando simplesmente muitas vezes nos apetece responder "porque sim" (Porque Sim - Daniel Sampaio) e ignorar justificações e angústias desnecessárias. Mas o tempo é um intruso que invade os nossos sentimentos. Um intruso que transforma a nossa vida em aspectos diferentes e multifacetados. A Sara sentiu na pele o poder do intruso (O Intruso - Carina Rosa), que tinha tudo e nada que ver com o tempo... Foi um passado que invadiu o seu presente e a encheu de uma angústia que aprendeu a dissipar. Mas nem tudo é efémero, há promessas que se mantêm para toda a vida (Uma promessa para toda a vida - Nicholas Sparks) e Miles sempre foi um homem de palavra que cumpriu as suas promessas ao mesmo tempo que abre o seu coração ao amor. Bem... voltamos a uma tema complexo, o amor! Quantas vezes eles se mostrou como sinónimo de insatisfação? Ana Karenina sentiu isso na pela (Ana Karenina - Leão Tolstoi). Um amor insatisfeito que a fez duvidar e andar no limbo da vida longe de encontrar o seu Porto Seguro... Mas houve quem, no meio da tragédia o soube agarrar e eis que surge Ophélie e Pip (Porto Seguro - Danielle Steel), que souberam agarrar o seu o porto e limparem a alma das coisas ruins que toldavam de tons negros e cinzentos os seus corações. Não precisaram de ficar sozinhas nalguma ilha para descobrirem o amor, por seu lado T.J. e Anna (Sozinhos na Ilha - Tracy Gravis Grave) foram forçados a lidarem com esse estranho sentimento a que chamamos de amor numa ilha perdida, em que a sobrevivência se sobrepôs ao amor, apesar de tudo não o consegui vencer. Pelos vistos ele é sempre mais forte, mesmo quando um personagem masculino tem de lidar com as constantes provocações da sua esposa (A provocadora- Madeleine Hunter). Os homens desconhecem os poderes ocultos das mulheres... Desconhecem tanto que Ryan deixou-se apanhar pela Bethany (Amor à primeira vista - Catherine Anderson). Completamente enfeitiçado, vê-se a mover mundos e fundos para conquistas Bethany, para que depois seja um touro a clarear-lhe a visão acerca dos sentimentos da jovem. Depois dos sentimentos estarem bem clarificados, passam a viver verdadeiros dias de ouro, algo que Angus também só começou a viver depois de acertar as suas agulhas com Edilean (Dias de Ouro - Jude Deveraux). Provocações e muito amor acabaram por afastá-los ao mesmo tempo que no fim os juntou, sem nunca perderem o sentido de humor que tanto os caracterizava. Tanta viagem, tanto encontro e desencontro, tanto amor descoberto, para no fim encontrar o verdadeiro sentido de amar dentro de um cabana onde se descobre o sangue que comprova um crime (A Cabana - Wm. Paul Young). Foram dias vividos numa cabana que mostraram a relação entre amor e perdão o valor dos relacionamentos humanos.

Lugar desencantado 
O Intruso

Lugar encantado
Sozinhos na Ilha

(Peço desculpa pelas opinião não estarem todas publicadas.. Tentarei publicar as restantes ainda esta semana e depois actualizo este post com as hiperligações).

6 comentários:

  1. Serei a única que ainda não leu "Sozinhos na Ilha"? Falam tão bem desse livro que até me sinto envergonhada por nunca lhe ter sequer tocado (é verdade, nem uma cópia alguma vez vi à vista - como é sequer possível?).
    Parecem ter sido boas leituras! Só me resta desejar-te boas leituras para este mês e, claro, para os próximos. :)
    Beijinhos!
    *Mistery

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mistery, se quiseres tenho o ebook que te posso disponibilizar...
      Não te sintas envergonhada. Não podemos ler todos os livros que queremos, nem ter todos eles.
      Aliás, nas primeiras páginas eu questionava-me como é que as pessoas deram tão boas classificações ao livro. Tem algumas falhas iniciais, mas depois poderás ler na minha opinião.
      Foram, de facto boas leituras. Obrigada, Mistery... Desejo o mesmo para ti e obrigada pelas tuas visitas constantes e pelos comentários.
      Beijinhos

      Eliminar
  2. Ainda bem que gostaste do "Sozinhos na Ilha"!! É um livro mesmo bom! Beijinhos! **

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. De facto, fui arrebatada depois de chegar mais ou menos a meio do livro :). O início tem algumas falhas :P
      Beijinhos

      Eliminar
  3. Gostei imenso do texto; acho que as ligações resultaram muito bem :)
    E foi realmente um mês repleto de leituras; já deu para te vingares do tempo que passaste ser ler quase nada!

    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada :)
      Foi uma vingança saborosa ;).
      Beijinhos

      Eliminar

Obrigada pelo tempo que dedicaste à minha publicação!