terça-feira, 24 de junho de 2014

[Opinião] Porque sim



Autor: Daniel Sampaio
Ano: 2009
Editora: Editorial Caminho
Número de páginas: 160 páginas
Classificação: 3 Estrelas

Sinopse
Família. Escola. Política.
Porquê? Porque sim. Pois, como diz o autor, «continuo a acreditar que vale a pena participar e que o caminho estará na atenção aos sentimentos do outro e à possibilidade de nos reconectarmos a todos os níveis. Num momento em que se privilegia a socialização à distância pela Internet, nunca é demais salientar a importância de criar proximidade com quem está ao alcance do nosso olhar, num movimento renovado de criação de laços afectivos tanto quanto possível duradouros».

Opinião
Porque Sim é um livro que reúne um conjunto de crónicas escritas por Daniel Sampaio para uma revista. Os principais temas das crónicas são: a família, a escola e a politica.

Para quem não sabe, Daniel Sampaio é psiquiatra e dedica o seu trabalho terapêutico a intervir junto de crianças/jovens e famílias. Tem formação em Terapia Familiar e durante os meus dois anos de mestrado, as suas obras foram uma referência para mim. Por esta razão, não é o primeiro livro que leio dele. Já li livros mais técnicos e livros mais dirigidos ao público em geral. Este livro enquadra-se na última categoria.

Sempre gostei de ler as suas reflexões acerca do sistema familiar e da forma de intervir junto de jovens e das suas problemáticas. Este livro levou-me, mais uma vez, a reflectir sobre alguns aspectos relacionados com a vida familiar na actualidade e as mudanças produzidas ao nível da comunicação em família e dos laços que os membros vão construindo entre si.
No capítulo dedicado à escola, Daniel Sampaio alerta para as fragilidades que comprometem a "saúde" escolar e leva o leitor a reflectir em formas mais eficazes de melhorar estas fragilidades.
Por fim, no capítulo dedicado à política retiro um aspecto levantado pelo autor que está bastante actual: o desinteresse pela vida política que leva a que a abstenção seja a grande vencedora de muitas eleições.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigada pelo tempo que dedicaste à minha publicação!