domingo, 16 de fevereiro de 2014

[Opinião] Milagre em Nova Iorque


Autora: Luanne Rice
Ano: 2011
Editora: Quinta Essência
Número de páginas: 236 páginas
Classificação: 3 Estrelas

Sinopse
Christy Byrne é um viúvo que ganha a vida a cultivar pinheiros de Natal no Canadá e a vendê-los em Manhattan. Um dia, o impensável acontece. Christy discute com o filho, Danny, de dezasseis anos. A polícia é chamada e, enquanto Christy é algemado, Danny foge. A viúva Catherine Tierney vê a luta, toma Danny sob a sua protecção, e dá-lhe acesso à biblioteca privada onde trabalha.
Passa um ano e Christy regressa a Nova Iorque com a filha de doze anos para vender as suas árvores. Ele e Catherine sentem-se atraídos um pelo outro, mas ela enfrenta um dilema: irá dizer a Christy que sabe onde Danny está e quebrar a confiança do rapaz, ou trair Christy, mantendo o paradeiro do seu filho um segredo? Unidos na sua preocupação partilhada por Danny, Christy e Catherine vão ajudar-se a esquecer os seus passados conturbados e a avançar juntos em direcção ao futuro.

Opinião
O primeiro contacto que tive com esta autora foi o ano passado com o livro A minha verdade é o amor. Na altura gostei do livro, mas não me convenceu. Milagre em Nova Iorque deixou-me a mesma sensação. No fundo, tal como o primeiro livro que li da autora, sinto que falta qualquer coisa ao livro que me prenda à história e às personagens. Porém, não consigo explicar o quê.

O livro apresenta-nos uma história marcada pela magia de Natal e pela incessante busca de sonhos.
Danny, de todas as personagens, é aquele que mais se empenha por seguir os seus sonhos, em lutar por aquilo que deseja e que acha ser a chave para a sua felicidade, mesmo que para isso tenha de se colocar contra o pai.
Esta busca de Danny acaba por inspirar outras personagens da história e no final do livro assistimos a um verdadeiro milagre de Natal.

Gostei bastante de Catherine, mas senti falta de saber um pouco mais da sua história e da sua relação com marido. Daquilo que a autora nos dá a conhecer, era uma relação muito bonita que merecia mais páginas. Eu sei que talvez os acontecimentos seguintes não teriam o mesmo impacto no leitor e na história em geral.

Uma das falhas do livro, a meu ver, é o facto de a autora não esgotar os temas que aborda. Parece que ela não esmiúça aquilo a que se propõe, deixa os assuntos e os acontecimentos um pouco no vazio. Por exemplo, Danny tinha uma relação com uma menina que depois de um acontecimentos importante no livro desapareceu. A autora nunca mais falou nela e na situação dela com o Danny. Para mim era importante, uma vez que ela assumiu um papel importante em alguns momentos do livro.

O final do livro foi um pouco fraquinho. Esperava que, pelo menos, a autora fechasse mais a narrativa e nos oferecesse um visão mais pormenorizada do futuro e do rumo das personagens.

Apesar das minhas reticências em relação aos livros de Luanne Rice e de não me sentir em sintonia com as personagens, espero ler outros livros da autora.

Boas leituras e deixem-se invadir pelas palavras.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigada pelo tempo que dedicaste à minha publicação!