sexta-feira, 7 de fevereiro de 2014

10 livros Marcantes

Este desafio veio através do facebook pelas mão da Silvéria do blog The found reader. Pois bem, o desafio consiste em "Fazer uma lista com os 10 livros (ficção ou não-ficção) que te tenham marcado. A ideia não é gastar muito tempo, nem pensar muito. Não precisam ser grandes obras, apenas que tenham sido importantes para ti. Depois escolher 10 amigos para participar da brincadeira. E eles devem incluir-te quando fizerem as suas listas para que eu possa ver as listas deles."

Sem qualquer ordem específica:

Mensagem do Vietname (Danielle Steel)
Este é daqueles livros que me irão ficar para sempre na memória pela intensidade emocional que Danielle Steel conseguiu imprimir na sua história. É impressionante assistir à coragem de uma personagem feminina encantadora. A forma como termina é um um pouco frustrante, mas ao mesmo tempo faz-nos ver que é sempre bom acreditar. Um livro que nos mostra que o impossível poderá tornar-se possível. 

Onze Minutos (Paulo Coelho)
Foi o primeiro livro de Paulo Coelho que li e que me deixou fã do autor. Lembro-me que depois de terminar esta leitura li uma data de livros do autor de seguida. É uma história de uma jovem, Maria, que muda de país em busca de melhores condições de vida, mas as coisas não correm como ela pretendia. Gostei da Maria e gostei da forma como o livro terminou (um final muito romântico). Já lá vão uns anos que não pego em nenhum livro do autor, mas é algo que tenho de mudar. 

Um longo caminho para casa (Danielle Steel)
Mais um livro de Danielle Steel que deixa a sua marca. Os capítulos iniciais são difíceis de ler, mas isso só acontece devido à mestria da autora para nos oferecer histórias impressionantes.

Aparição (Vergílio Ferreira)
Este foi a minha melhor leitura do secundário. Um livro que convida à reflexão. Ficou-me na memória pela forma como o professor o interpretou. Um livro que quero reler, visto que já o li há muito tempo (mais de 10 anos).

Segue o teu coração (Lesley Pearse)
Lesley Pearse é uma das minhas autoras preferidas, consegue dar-nos histórias dramáticas mas ao mesmo tempo intensas. Este foi o livro que mais gostei até ao momento. Acompanhamos o crescimento de uma menina, as suas lutas, as suas conquistas, os seus sonhos... É um livro intenso da primeira à última páginas.

Inverso (Liliana Lavado)
A Liliana foi a primeira autora para quem fiz leitura-beta. Dos três livros que li dela, o Inverso conquistou-me pelo amor puro e inocente vivido entre as personagens. Tem fantasia, mas apesar de ser um aspecto que não me cativa particularmente, a forma como surge neste livro é bonita e cativante.

Lua de Joana (Maria Gonzalez)
Este é o livro da minha adolescência e assinala a minha primeira leitura compulsiva. Li-o em muito poucos dias e adorei a leitura. Um livro que de vez enquanto gosto de pegar, abrir numa página ao calhas e ler a carta correspondente. Um livro que me marcou pelo tema e pela amizade de Joana e Marta, uma amizade que consegue ultrapassar a morte.

Dezanove Minutes (Jodi Picoult)
Este livro mostra-nos o lado negro da escola. Mostra-nos até que ponto o bullying pode minar a personalidade de uma pessoa. É um livro extremamente intenso e onde não odiamos o criminoso, pelo contrário, gera em nós uma tremenda compaixão que nos faz querer saltar para o livro e mudar o rumo dos acontecimentos. O final é extremamente triste. 

A  criança que não queria falar (Torey Hayden)
Torey é o meu modelo de inspiração. Foram várias as vezes que procurei nos livros dela inspiração para desenvolver aspectos da minha vida profissional. Torey é mestre no trabalho com crianças. Este é especial, porque foi o primeiro livro da autora e porque a Sheila é uma criança que permanece indefinidamente na minha memória. 

12 comentários:

  1. Torey Haden é fantástica assim como a Cathy Glass, já leste?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nunca li nada da Cathy Glass! Tenho de ver se mudo isso ;)
      Beijinhos

      Eliminar
    2. Tenho 2 dela, se quiseres ;)
      Vale mesmo a pena :D

      Eliminar
    3. Obrigada, Marta... Assim que der para ler, visto ter alguns emprestados em lista de espera, peço-te. E tu, já sabes, se quiseres algum é só pedir ;).
      Beijinhos

      Eliminar
  2. Adoro Torey Hayden. Pelo contrário, Paulo Coelho não me agrada nada :P
    Peguei mesmo agora no "Nunca me esqueças" da Lesley Pearse para o começar a ler daqui a pouco... aconselhas?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O que é que já leste de Paulo Coelho? Bem, podemos dizer que Paulo Coelho tem duas facetas: uma mais e outra menos mística. Eu da parte mais mística não gosto tanto tanto. Dos livros que li dele, para além do que esta no post, gostei d'"O Zahir" e "Verónica decide morrer".

      "Nunca me esqueças" foi o primeiro livro que li da Lesley. Apesar de não ser o meu preferido, gostei bastante, o suficiente para me deixar presa à autora. Espero que gostes. Beijinhos

      Eliminar
    2. Desculpa estar-me a meter, também gostei bastante do "zahir" e também li o "alquimista", o da veronica tenho ali por ler, e espero gostar :)

      Também foi o 1º da Lesley Pearse que tentei ler...mas ainda está por acabar :/

      Eliminar
    3. Ainda bem que te metes ;)
      O "Alquimista" ainda não li. Mas poderá ser uma leitura deste ano, visto que já não leio nada dele há imenso tempo.

      Espero que quando voltares a pegar em Lesley consigas descobrir o encanto que está nos livros dela! ;)

      Eliminar
  3. Só li "Aparição" e "A Lua de Joana" e também gostei bastante de ambos! :D
    Da lista quero ler o 5º, 6º e 9º!!
    Beijinhos e boas leituras! ;D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Espero que gostes dessas leituras :).
      Beijinhos

      Eliminar
  4. Ola,

    Das escolhas tenho visto alguns comentários poisitivos a algumas escritoras mas apenas li o Paulo Coelho e gostei, um livro que se lê bem ;)

    bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Fiacha,
      Sim, o livro de Paulo Coelho lê-se muito bem.
      Bjs

      Eliminar

Obrigada pelo tempo que dedicaste à minha publicação!