sábado, 30 de novembro de 2013

As gotas de um beijo [Opinião]


As Gotas de um Beijo

Autor: Carina Rosa
Ano: 2013
Editora: Alfarroba
Número de páginas: 240 páginas
Classificação: 4 Estrelas
Desafio: Ler em Português de Portugal

Sinopse
Desde que o seu casamento de vinte anos terminou, David é um homem solitário. É no stand de automóveis que dirige que afoga as memórias do passado e a solidão do presente. Afastado de casa e dos filhos, é obrigado a gerir sozinho as acções e as escolhas que fez ao longo da vida, nas quais Diana, uma amiga de infância que considera irmã, tem um papel fundamental. Diana é o seu porto de abrigo e o seu braço direito, mas foi mais do que isso durante o seu casamento agora destruído. 
A afinidade entre David e Diana, também divorciada, é quebrada pela chegada de uma mulher ruiva que revela muito pouco de si própria. Laura é atraente e misteriosa, e a atracção entre si e David é mútua e intensa. Será ela a mulher doce e simples que aparenta ser? Entre a joalharia e o stand, passa a alternar-se a languidez dos dias com a turbulência das noites e David acaba por se embrenhar num mundo perigoso de segredos, mentiras e traições. Dividido entre duas mulheres, estará David a encaminhar-se para o fundo do abismo?

Opinião
Em primeiro lugar, quero agradecer à Carina a possibilidade que me deu de ler mais um trabalho dela (já tinha lido um outro trabalho como beta-reader). MUITO OBRIGADA, CARINA

As gotas de um beijo foi uma verdadeira avalanche de sentimentos. Sofri, sorri e fiquei irritada com as personagens. Houve momentos em que só sentia uma enorme vontade de entrar no livro e dar-lhes um grande abanão. 

Partindo de uma visão mais geral, quero destacar a fantástica escrita da Carina. É uma escrita cativante e capaz de deixar o leitor preso aos acontecimentos e cada uma das personagens que os propiciam. O conteúdo narrativo, nem sempre despertou em mim as emoções mais positivas, mas consigo perceber as qualidades que estão presentes. Este facto também não deve ser encardo como um aspecto negativo, muito pelo contrário. Esta experiência só vem mostrar que o livro não me deixou indiferente.
Em relação ao enredo que marca este livro, posso dizer que está bem construído. Tem uma sequência lógica que nos faz sentir que tudo aquilo poderia ser real. Ao longo da leitura assistimos a passagens muito bonitas com diálogos profundos e marcados pela emoção.
Senti que houve aspectos que não foram muito bem explorados e que me deixaram dúvidas, nomeadamente o filho de Laura, César. Este rapaz é descrito e apresentado de uma forma que me deixou muitos pontos de interrogação. No início do livro, a personalidade de César não ficou bem clara, assim como toda a sua posição perante o seu núcleo familiar. Apesar de ele não ocupar a posição central no livro acabou por assumir um papel importante na forma como as coisas evoluíram a partir de determinado momento. Foi essa mudança de atitude de César, do início para o final do livro, que não é muito coerente nem está bem delineada. 

David, Diana e Laura constituem o grande foco do livro. Constituem um bom triângulo amoroso, muito bem desenvolvido por parte da Carina. A autora conseguiu levar a indefinição de David ao limite deixando poucas certezas ao leitor sobre a forma como este triângulo se iria dissolver. 

David e a sua falta de assertividade deram-me cabo dos nervos. Este foi o personagem que me fez querer saltar para o livro mais vezes e dar-lhe uns valentes abanões para ver se ele se tornava mais decidido e mais confiante nos seus sentimentos e decisões. 

Laura consegui despertar em mim emoções contraditórias. Ao mesmo tempo que consegui gostar dela consegui, igualmente, causar-me indiferença. Não a considero uma personagem muito forte, porque a meu ver, faltou-lhe uma certa atitude em determinadas situações.

Deixei para o fim a personagem que mais gostei. Diana cativou-me logo desde o início. Uma personagem com "boa onda", com uma energia muito positiva. Diana oferece ao livro emoções muito bonitas e consegue atingir o coração dos leitores.

O final deixou-me.... Pois, não vou dizer porque facilmente vos deixaria antever o que se passa naquelas páginas. Ainda hoje não consigo lidar muito bem com aquilo que o final despertou em mim. Penso que, só lendo, é que vocês iriam perceber aquilo que as últimas páginas escritas pela Carina me provocaram. Tenho a certeza que se lerem irão deixar-se envolver de tal forma na história que sentirão estes personagens como alguém real que invade o vosso espaço imaginário.

Boas leituras e deixem-se invadir pelas palavras. 

13 comentários:

  1. Obrigada pela opinião, Silvana! Fico muito feliz por teres passado bons momentos ao longo da leitura e por teres sentido tudo isso, porque é sinal que o meu objectivo foi comprido: levar o leitor a sonhar e a mergulhar de cabeça nas páginas, numa avalanche de sentimentos boas e más, que fazem parte da vida. Sabes que é uma das minhas histórias preferidas e só me posso sentir orgulhosa por, a partir deste momento, fazer também parte dos teus pensamentos, sempre que te lembrares do David, da Diana e da Laura. Obrigada pela disponibilidade para leres o livro e é claro que conto contigo para leres outras obras futuras da minha autoria :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se há aqui alguém que tem de agradecer sou eu por me teres proposto a leitura do livro. Sabes os meus pensamentos mais profundos acerca da forma como as coisas terminaram e era isso que me estava a impedir de dar as 4 estrelas. Mas depois ponderei e decidi das as 4, porque o motivo que me levava a não gostar foi uma opção do autor no desenrolar dos acontecimentos, em termos de escrita e de coerência dos conteúdos não tinha de facto nada para apontar. Espero que hoje a apresentação tenha corrido muito bem :).
      E é claro que podes contar comigo para os teus projectos futuros.
      Beijinhos

      Eliminar
  2. Também adorei a Diana e, curiosamente, aquilo que tornou o livro bom para ti foi o que o tornou mau para mim. No ínicio gostava muito do David, mas no fim não o podia ver nem pintado de ouro. E também não gostei da escolha dele no final -.-'' Tu nem queres imaginar a virulência dos meus pensamentos xD

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O final foi penoso para mim. Fiquei mesmo frustrada :P e "discuti" isso com a Carina. Eu compreendo o porquê do livro ter terminado assim. Tens de te abstrair.
      Por acaso não simpatizei com o David logo desde o início. Não te sei explicar, mas aquele comportamento indeciso dele deu-me cabo dos nervos.

      Eliminar
    2. A indecisão foi o que o estragou para mim, mas no início ele não era tão indeciso assim. Não me consigo abstrair. Irritou-me mesmo muito. Vai ser mais um Bel-Ami em que quase dois anos depois, só de pensar ainda cerro os dentes -.-''

      Eliminar
    3. Lol. Mas desde o inicio que falta uma certa assertividade ao David. Eu gostei da forma como a Carina construiu a indecisão, porque até ao fim eu não sabia que desfecho é que ia ter. Porém, a minha mente demasiado romântica estava inclinada para outro desfecho. Mas percebi a intenção da Carina e na minha mente tenho construído um final alternativo. Olha tens aqui um bom livro para ressuscitares a tua rubrica "E se" (penso que era esse o nome). Beijinhos

      Eliminar
    4. Eu achei-o mais constante no ínicio que no final. Nós somos Team Diana xD ehehehe

      Olha, boa ideia! Preciso é de gente que tenha lido o livro lol

      Eliminar
    5. Siiimmmm :D

      Espera mais um pouco. O livro só saiu ontem. Por isso dá tempo à malta para ler e depois avança :)

      Eliminar
  3. Olá,

    Por vezes sabe bem ler um livro destes, até para se variar um pouco e é a prova que temos excelentes escritores nacionais :)

    "As gotas de um beijo foi uma verdadeira avalanche de sentimentos. Sofri, sorri e fiquei irritada com as personagens. Houve momentos em que só sentia uma enorme vontade de entrar no livro e dar-lhes um grande abanão. "

    Gostei, só mostra que a escritora atingiu os seus objetivos :D

    Bjs e boas leituras :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Fiacha,

      Sim, temos bons escritores portugueses.

      Bjs e boas leituras

      Eliminar
  4. Olá meninas e menino! Só agora vi os vossos restantes comentários e fico feliz por ver tanta discussão à volta do livro. Está a suscitar curiosidade e isso é muito bom. Somos todos diferentes, com opiniões diferentes, e portanto também é bom ver os leitores amar e odiar os personagens em igual medida. Posso ver pelos vossos comentários que o livro não vos ficou indiferente e isso deixa-me feliz. Também eu tenho os meus personagens favoritos e tive pena da Diana até à última página, mas tive de escolher aquilo que fazia mais sentido para mim e para o David, no fundo. Lembro-me de ter esta discussão com a Ana: "O que é que eu faço?" "O David tem de escolher". "Eu sei, mas isso significa que eu tenho de escolher. Eu sou ele!" "Protagonism is about choice!". E a escolha foi feita. Beijinho e obrigada pelo vosso tempo e carinho! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Carina,

      Obrigada pelo comentário!!!
      As discussões saudáveis são sempre boas :).
      Beijinhos

      Eliminar

Obrigada pelo tempo que dedicaste à minha publicação!