terça-feira, 15 de outubro de 2013

O Sabor da Tentação (Legend of the Four Soldiers #1) [Opinião]


O Sabor da Tentação

Autor: Elizabeth Hoyt
Ano: 2012
Editora: Quinta Essência
Número de Páginas: 376 páginas
Classificação: 3 Estrelas

Sinopse
Lady Emeline Gordon é um modelo de sofisticação nos círculos sociais da elite londrina, sempre elegante e impecavelmente educada. Como tal, é a companhia perfeita para Rebecca, a jovem irmã de um empresário bem sucedido de Boston, que fora soldado nas Colónias.
Samuel Hartley pode ser rico, mas as suas maneiras são tão pouco civilizadas como as regiões inexploradas da América nas quais foi criado. Quem vai de mocassins a um baile distinto? O seu desdém arrogante em relação a decoro enfurece Emeline, embora a sua ousadia a excite.
Mas sob os modos desenvoltos de Samuel, ele é assombrado pela tragédia. Foi a Londres para ajustar contas, não para se apaixonar. Mas por muito que Emeline deseje sentir as mãos deste homem despudorado sobre ela, saborear aqueles mesmos lábios com que ele a arrelia, tem se dominar. Ela não é livre. Mas algumas coisas estão fora do controlo de uma senhora…

Opinião
Este é o primeiro livro que leio da autora. Foi um livro que trouxe da biblioteca e já andava com ele debaixo de olho há algum tempo por causa das opiniões positivas que li acerca dele.

É um bom livro mas, para mim, está um pouco longe de o considerar um livro de eleição. Do meu ponto de vista falta uma maior clarificação dos acontecimentos na primeira parte do livro, tem aspectos confusos e pouco claros. No que respeita aos diálogos, alguns deles não ficariam a perder se fossem reestruturados no sentido de os tornarem mais perceptíveis e mais interessantes em termos de conteúdo... No fundo, serem diálogos mais complexos em termos de conteúdo.

Em relação às personagens, posso dizer que gostei delas embora algumas carecem de informações, como é o caso de Samuel. 
Samuel é o protagonista masculino, tem uma história passada que têm grande influência nos acontecimentos presentes. São dadas algumas informações ao leitor, mas senti falta de uma maior exploração da sua infância e do tempo que passou a combater na guerra.

É um livro com um final feliz e sem grandes surpresas. O mistério que Samuel tanto queria desvendar é resolvido embora, do meu ponto de vista, de uma forma um pouco apressada.
Faço um balanço positivo desta leitura e apesar de não ter sido arrebatadora deixou-me curiosa para descobrir outras obras da autora.

Deixem-se invadir pelas palavras e boas leituras.
Silvana

5 comentários:

  1. Dela tenho O Príncipe Corvo para ler :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não conheço! Fico à espera de uma opinião tua! :)

      Eliminar
    2. Dizem que é o melhor dela. Que é excepcional *.* A capa tuga é que é feia p'ra caramba -.- A minha é fofinha :D

      Eliminar
  2. Tambem já li este livro da autora e tambem fiquei sem saber do que pensar da historia! meio parada, meio estranha....acabei por nao nem fazer opiniao :(

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Fernanda,
      De facto, é um livro estranho para opinar! Parece que os acontecimentos se arrastam sem produzir elementos verdadeiramente apaixonantes para os leitores. Deixa-nos com pouca coisa a dizer sobre ele, por isso compreendo o facto de não conseguir fazer uma opinião.
      A minha esperança é de que como o livro pertence a uma série as coisas melhorem nos volumes seguintes.
      Beijinhos

      Eliminar

Obrigada pelo tempo que dedicaste à minha publicação!