segunda-feira, 12 de agosto de 2013

A morte chama-te (Romantic Suspense #5) [Opinião]


A Morte Chama-te (Livro 5)

Autor: Karen Rose
Ano: 2009
Editora: Circulo de Leitores
Número de páginas: 462 páginas
Classificação: 5 Estrelas

Sinopse
Tess é dedicada aos seus pacientes. Os anos de terapia ensinaram-na a ouvir, compreender e a guardar segredo. O que se partilha num consultório de psiquiatria é confidencial. Quando os seus pacientes se começam a suicidar a polícia logo estabelece um elo entre todas essas mortes: todos eram pacientes de Tess. Será ela a assassina? Ou a vítima? Quem quer destruir a sua carreira, a sua vida pessoal? Um intenso e apaixonante thriller romântico.

Opinião
Karen Rose foi amor ao primeiro livro. Simplesmente A-DO-REI.
Em A morte chama-te chega-nos a história de Tess, uma psiquiatra que de um momento para o outro vê a sua vida profissional ser destruída quando os seus pacientes se começas a suicidar.

É um livro de leitura compulsiva e alucinante. É difícil parar! Quando acabamos um capítulo o pensamento é: só mais um.

A sequência criminosa, as pistas, os suspeitos, os cúmplices e os culpados estão organizados de uma forma fantástica.Tal é a mestria da escrita, que dificulta ao leitor descobrir o verdadeiro culpado. Quando no final fiquei a conhecer a pessoa culpada fiquei surpreendida. Não esperava que fosse essa pessoa, porém agora olhando para o livro como um todo, alguns indícios estavam lá. 

Adorei a Tess e admiro-a enquanto profissional, assim como adorei o Aidan. Estes dois acabam por formar um par muito interessante.

Gostei do facto de se abordarem as doenças mentais, assim como a forma como elas foram referidas e apresentadas ao leitor ilustrando as implicações no quotidiano das pessoas. Inicialmente Tess é "condenada" por Aidan por no passado ter contribuído para que um criminoso que assassinou duas crianças fosse considerado inimputável. De facto, é difícil entender e aceitar como é que um ser humano é capaz de fazer determinadas coisas. Umas vezes é pura maldade e sangue frio, mas existem outras que advém de graves e desgastante doenças mentais. Estes últimos são pessoas que vivem aprisionadas num mundo que está longe de ser cor-de-rosa.

Um aspecto curioso no livro é a percepção temporal que oferece ao leitor. Olhando para o livro no seu todo parece que a acção se estendeu por muitos dias quando na realidade foram apenas cinco dias. 

Pelo título estava à espera de algo mais macabro. Tem boas descrições dos crimes, mas está longe de perturbar os estômagos mais sensíveis.

É um livro que recomendo e que me deixou com muita vontade de ler mais livros da autora. 
Deixem-se invadir pelas palavras e boas leituras.
Silvana 

9 comentários:

  1. Já adicionei à minha wishlist. Parece algo que eu gostaria bastante. Beijos

    ResponderEliminar
  2. Uau! Só coisas boas que este livro tem!! Fiquei muito curiosa e com vontade de o ler!! :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É mesmo para ficar! :) Espero que gostes do livro! :) Beijinhos

      Eliminar
  3. ...e em Outubro atiro-me a Karen Rose de certezinha :p

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fico à espera de uma opinião bombástica :)!

      Eliminar
    2. Bombástica... quem me dera :p

      Eliminar
    3. Eu sou sempre assim xD É defeito de fabrico

      Eliminar

Obrigada pelo tempo que dedicaste à minha publicação!