quinta-feira, 18 de julho de 2013

Um Violino na Noite


Um Violino na Noite

Autor: Jojo Moyes
Ano: 2010
Editora: Porto Editora
Número de Páginas: 407 páginas
Classificação: 3 Estrelas

Sinopse
Isabel Delancey, uma mulher frágil e ainda jovem, alheada das vicissitudes do dia-a-dia, vivia para a música - era violinista numa orquestra sinfónica.
O que a prendia à realidade era o amor que sentia por Laurent, o seu marido. Quando este morre num brutal acidente, Isabel vê-se obrigada a confrontar-se com a terrível situação financeira em que o marido deixou a família e a assumir o papel de mãe que sempre tinha sido desempenhado por uma ama.
A Casa Espanhola, uma propriedade que herda inesperadamente, sendo uma fonte inesgotável de problemas, vai ser ao mesmo tempo um desafio à sua coragem e determinação, transformando Isabel numa mulher madura.
Ali, vai encontrar uma solidariedade inesperada, um rancor visceral e o amor.

Um Violino na Noite é um romance que nos fala de obsessões, vulnerabilidades, paixões e escolhas. A história envolve completamente o leitor, tornando este novo livro de Jojo Moyes uma leitura compulsiva e irresistível.

Opinião
Já tinha lido opiniões muito positivas dos livros de Jojo Moyes, por isso estava com alguma curiosidade em descobrir as suas histórias.

Um violino na noite traz-nos a história de uma jovem viúva, Isabel que quando menos esperava fica sem o marido num acidente de viação. Restou a tristeza e um conjunto de dívidas. Esta sua nova condição levou-a a enfrentar uma nova realidade. Uma realidade muito distante daquela que até então a tinha acompanhado.
Isabel, juntamente com os dois filhos, muda-se para a Casa Espanhola. Uma casa, resultado de uma herança inesperada, que lhe trará muitos problemas ao mesmo tempo que a lança numa viagem onde se re-encontra consigo mesma.

A narrativa desenvolve-se a um ritmo um pouco lento, mas não deixa de ser cativante para o leitos, apesar de ter alguns momentos mais aborrecidos.

Isabel é um personagem interessante e bem construída. Todos os seus dilemas, toda a sua inexperiência, a forma como lida com os filhos. com o luto e com os problemas que lhe vão aparecendo à frente espelham a mulher que se foi tornando ao longo dos anos. Uma mulher sensível, com uma personalidade sonhadora e peculiar e que acima de tudo amava a sua música. Enquanto se dedicava de corpo e alma ao violino o seu marido conduzia a vida familiar. Sentia-se segura com esta situação.

Uma outra personagem que apresenta uma boa construção é Matt. Obcecado pela Casa Espanhola vê o seu espírito consumido por essa ideia fixa. Depois de tudo aquilo que ele fez ao longo do desenrolar dos acontecimentos merecia outro final. A sua esposa teve uma atitude fraca. Sempre pensei que ela iria ter coragem para manter o importante passo que deu.

Bryon é outra personagem interessante devido ao mistério que o vai acompanhado. Tive pena da autora não lhe ter oferecido mais páginas no seu livro. Fiquei desapontada com a forma rápida com que a autora despachou o seu mistério e a descoberta do amor.

O final foi mais um indicador da pressa da escritora em terminar a trama. Penso que os acontecimentos surgiram de forma apressada. O Epílogo merecia mais informações e houve aspectos finais que me deixaram confusa.

Deixem-se invadir pela palavras!
Boas leituras!
Silvana

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigada pelo tempo que dedicaste à minha publicação!