quarta-feira, 8 de maio de 2013

Um novo sentido para a vida - Opinião



Autor: Lolly Winston
Ano: 2006
Editora: Editorial Presença
Número de Páginas: 364 páginas
Classificação: 4 Estrelas
Desafio: Novos autores / De A a Z...

Sinopse
Este romance de estreia da americana Lolly Winston foi acolhido com grande entusiasmo. É uma história emocionante sobre uma jovem mulher que perde o companheiro após três anos de um casamento feliz. A autora acompanha as pungentes fases do luto da sua protagonista com grande realismo e inteligência sensibilidade, mas este não é um livro triste porque a narradora e protagonista domina a arte do humor, fazendo rir com frequência o leitor mostrando o lado caricato das situações em que se coloca. Ela acabará por não suportar continuar a conviver com os lugares onde foi tão feliz, deixa o emprego, vende a casa e parte para junto da sua melhor amiga. A dor porém viaja com ela, e Sophie vê-se obrigada a enfrentá-la sem fuga possível. Brilho e fascínio são palavras muitas vezes escolhidas para descrever o primeiro romance desta novíssima e refrescante voz da ficção contemporânea, cujos direitos de tradução foram adquiridos por 15 países, dos Estados Unidos à Europa e até países como o Japão, China e Coreia.

Opinião 
Este foi um livro que trouxe da biblioteca sem ter nenhuma referência acerca dele. Foi uma escolha totalmente ao acaso e não me arrependi.

Sophie é uma mulher que de um momento para o outro vê a doença instalar-se na sua casa e "rouba-lhe" o marido com quem está casada à três anos. Confrontada com a morte, Sophie cai no abismo da tristeza e da solidão e dá início a um dos processos mais difíceis da condição humana: o processo de luto.
O conteúdo é bastante fiel àquilo a que podemos chamar de processo de luto. Sophie passa pelas diferentes fases, ultrapassando problemas diversos e ganhando a força necessária para ultrapassar uma fase de grande tristeza. É um relato que apesar de trespassar a tristeza consegue, em alguns momentos fazer-nos sorrir e, no fim sentimo-nos satisfeitos com a evolução emocional de Sophie.

A grande luta de Sophie foi perceber que fisicamente as pessoas morrem, mas continuam no nosso coração. Felizmente é um lugar que não permite despejos nem substituições. Uma vez alojadas aí as pessoas permanecem por tempo indefinido. Sophie foi percebendo isso... Fisicamente, o seu marido tinha deixado de estar presente, mas no seu coração haverá sempre um lugar para ele, mesmo que apareçam outras pessoas. 

Ao longo do livro é fácil entrarmos no mundo emocional da personagem, ficar feliz com as suas vitórias e conquistas. É como observar a cor surgir num lugar cinzento! 

Confesso que não gosto muito do título. À primeira vista parece um livro de auto-ajuda e isso pode afastar alguns leitores pouco fãs (como eu) deste género de livros. Um aspecto que também não me cativou muito foi o namorado que conquistou Sophie... Eles não têm nada que ver um com o outro. Não senti muita empatia com o senhor.

Deixem-se invadir pelas palavras.
Boas leituras

2 comentários:

  1. Respostas
    1. Ainda bem! Mas não vás com as expectativas muito altas! É um livro com uma narrativa diferente!

      Eliminar

Obrigada pelo tempo que dedicaste à minha publicação!