sábado, 11 de maio de 2013

Poetic Dreams


E como esta semana ando numa de saudosismo, o Poetic Dreams será em homenagem a esta "minha" cidade. 

Balada da Despedida 2012
Perdido no mar negro da memória
Vejo o rumo a seguir.
Traço minha alma em lembrança
Deste abraço que me quer fugir.

Oh Sé! Levo a saudade
Que contigo aprendi a chorar.
Feitiço desta cidade!
Vou preso ao me libertar.

Sonho em ficar!
Sonhar é partir!

Sinto-me em vozes do outrora.
Escondo o pranto. Vou sorrir!
Cantam as cordas a minha hora
No silêncio que me vê partir.

Choro a certeza do Passado:
Poema eterno de um instante;
Sonhos, versos, vida... Os receios
De um Fado tão distante.

Oh Sé! Levo a saudade
Que contigo aprendi a chorar.
Feitiço desta cidade!
Vou preso ao me libertar.

Sonho em ficar!
Sonhar é partir!

Sinto-me em vozes do outrora.
Escondo o pranto. Vou sorrir!
Cantam as cordas a minha hora
No silêncio que me vê partir.

Hoje Coimbra... Amanhã saudade!







Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigada pelo tempo que dedicaste à minha publicação!