quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

Palavras Memoráveis

O que seria que tornava o amor humano muito mais desejável para mim do que o amor da minha própria espécie? Devia-se a ele ser o único e caprichoso? As Almas ofereciam amor e consideração a todos. Teria eu necessidade de um desafio mais estimulante? Este amor era complicado - podia ser dado de forma espontânea, tal como acontecia com Jamie, ou ser conquistado com o tempo e a persistência, tal como acontecia com Ian, ou ainda ser completamente inatingível e doloroso tal como acontecia com Jared.
Ou seria apenas melhor, fosse qual fosse a razão? Uma vez que estes Humanos tinham uma capacidade de odiar tão intensa, será que na outra extremidade do espectro estava um amor mais sentido, persistente e apaixonado?
Não sabia porque o desejava tão intensamente. Tudo o que sabia era que, agora que o sentia, ele merecia cada grama de risco e de aflição que me custara. Era melhor do que tinha imaginado.
Era tudo.
Retirado de Nómada  de Stephenie Meyer

4 comentários:

  1. Boa noite,
    adoro stephenie meyer. Nómada é um excelente livro, adorei! Penso que em Março vai sair o filme no cinema. Ansiosa hehe... :D
    Beijinhos e boas leituras**

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Carolina,

      Para mim este está a ser o melhor livro de Stephenie Meyer. Ultrapassa a saga Crepúsculo! Sim, sei que vai haver filme, mas sinto que me vou desiludir. O livro é muito intenso... Não sei como é que eles vão conseguir adaptar bem as oitocentas e muitas páginas!
      Beijinhos e Boas leituras :)

      Eliminar
  2. É um excerto bonito. Acabaste o livro?É bom?
    Beijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ainda não terminei... Falta pouquinho (menos de 100 páginas). Até agora está ser muito bom! Amanhã já colocarei aqui a opinião! Beijinhos

      Eliminar

Obrigada pelo tempo que dedicaste à minha publicação!