quinta-feira, 17 de janeiro de 2013

Palavras Memoráveis

Para este post escolhi dois excertos que se encontram no livro O jardim dos segredos por considerar que ambos são excelentes metáforas daquilo que podem encontrar naquelas páginas. Espero que vos deixe curiosos(as).

- Dizei-me porque deverei trazer três fios de cabelo da Rainha das Fadas - perguntou o jovem príncipe à velha. - Porque não qualquer outra quantidade, porque não dois ou quatro?
A velha inclinou-se para a frente, sem interromper a fiação.
- Não há outro número possível, meu filho. Três é o número do tempo, não falamos nós em passado, presente e futuro? Três é o número da família, não falamos nós de mãe, pai e filho? Três é o número das fadas, pois não as procuramos nós no carvalho, no freixo e no espinheiro?
O jovem príncipe anuiu, pois a sábia velha estava certa.
- Por conseguinte, também eu preciso de três fios para tecer a minha trança mágica.

Retirado de "A trança das fadas", de Eliza Makepeace


Por fim, o feitiço da Rainha Malvada foi quebrado e a jovem mulher, que as circunstâncias e a crueldade humana tinham aprisionado no corpo de um pássaro, conseguiu libertar-se da sua gaiola. A porta da gaiola abriu-se e o cuco caiu, caiu até conseguir abrir as asas, planou acima da beira da falésia e sobre o oceano. Em direcção a uma nova Terra de Esperança e liberdade e vida. Rumo à sua outra metade. Rumo a casa.

                                                                                Retirado de "O voo do cuco", de Eliza Makepeace

2 comentários:

  1. Respostas
    1. Infelizmente no livro não estão estas duas histórias :(... Mesmo assim vale a pena ler!

      Eliminar

Obrigada pelo tempo que dedicaste à minha publicação!