quarta-feira, 4 de abril de 2012

Português Suave



Autor: Margarida Rebelo Pinto
Ano: 2008
Editora: Oficina do Livro
Número de Páginas: 251
Classificação: 3/6

Sinopse
Na década de quarenta, Mercês Perestrello é dada como louca e afastada dos seus filhos. Nos anos sessenta, as gémeas Maria Teresa e Maria Luísa seguem caminhos opostos em busca da felicidade.
Quarenta anos depois, as primas Leonor e Naná desvendam segredos nunca imaginados.

Num país em que a prudência aconselha a seguir a eterna máxima uma coisa de que não se fala não existe, a vontade de fugir a todas as regras irá mudar o destino de uma família.

Opinião
Não sou grande fã de Margarida Rebelo Pinto. Este meu desinteresse não se deve ao conteúdo narrativo das estórias, mas sim ao modo de escrever da autora. Acho que ela, por vezes, exagera nos palavrões acabando por desvalorizar o livro e as suas ideias no que respeita ao enredo e às personagens.

O livro apresenta-nos a estória de uma família portuguesa, de classe alta, que guarda segredos, vivências dolorosas, mistérios... Todos os elementos desta família têm uma forma muito própria de vivênciar as suas relações amorosas, os conflitos que delas emanam e o tipo de pessoas com quem se envolvem.

Todos os acontecimentos são narrados partindo de diferentes perspectivas, ou seja, todos os elementos da família são narradores participantes da história. Cada um deles apresenta a sua visão dos factos e emite a sua opinião acerca do comportamento e atitudes dos outros membros que compõem esta família.

No fim, um mistério abala os fortes laços que unem esta família, mas é esta mesma força que contribui para que a união continue.

Boas leituras

6 comentários:

  1. Li aqui há uns anos este livro da Margarida Rebelo Pinto, foi o primeiro e até à data o único livro que li dela.

    Estava curiosa quanto à tua opinião sobre o livro, porque lembro-me que na altura também não apreciei muito a escrita dela.

    Já leste mais algum livro da Margarida Rebelo Pinto?

    ResponderEliminar
  2. Olá Margarida,

    Sim, já li outros livros. Mas a opinião deste livro aplica-se a outros livros também. Acho que a autora até parte de uma boa ideia, mas arrunina-a na forma como escreve e como vai narrando os factos. Na minha opinião, a autora não transmite emoção, não nos marcam... Também é difícil identificar-me com as personagens, acho que, por vezes, são demasiados snobes.

    ResponderEliminar
  3. Concordo até certa parte. Já leste o livro "Sei lá"?
    Foi o que mais gostei.. Já leste-o? Acho que esse é o melhor..Contudo a questão das personagens serem snobes também por vezes sinto isso..
    Mas, vou dar Oportunidade Aos livros "Alma de Pássaro " e "Não Há coincidências", que sao os que tenho na minha estante, já há uns anitos lol..Já leste algum destes?
    que achas te?
    beijinho

    ResponderEliminar
  4. Olá Carol! Obrigada pela tua visita!
    Ainda não li o livro "Sei lá", mas vou seguir o teu conselho e assim que for à biblioteca eu requesito-o. Vou dar-lhe mais uma oportunidade... :)
    Desses livros já li o "Alma de Pássaro" até agora foi o que mais gostei da autora... Embora não me tenha deixado apaixonada! Li também o "Arista de Circo" o "I am in love with a pop star" (acho que é este o titulo correcto)mas não gostei mesmo nada destes. Apesar de tudo o gosto pela leitura vence sempre e eu vou dando uma oportunidade.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  5. O "Artista de Circo" é um livro que reúne contos, não é o género de livro que mais aprecio, mas tenho-o lido esporadicamente e acho engraçado, na medida em que dá para reflectir, mas não é uma leitura que me apeteça fazer frequentemente...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. No que diz respeito ao que estou a ler, confesso que o encostei... Não estava a gostar, deixei a ver se ganho vontade de pegar nele.

      Eliminar

Obrigada pelo tempo que dedicaste à minha publicação!