segunda-feira, 10 de outubro de 2011

(Des)construir imagens

10 de Outubro- Dia Mundial da Doença Mental
Hoje assinalou-se o dia Mundial da Doença Mental.
O crescente número de pessoas que apresenta uma qualquer doença mental é algo que nos deve preocupar. A crise, o desemprego, a solidão são apenas alguns dos factores que, quando associados entre si, podem conduzir às mais diversas patologias!
A doença mental acarreta danos pesados para o doente e para a sua família... A importância de um tratamento multidisciplinar constitui um forma mais eficaz de retirar as pessoas do "buraco negro" em que as suas vidas mergulharam! Cuidar dos doentes mentais implica, esforço, paciência, sensibilidade e, acima de tudo, respeito pela situação frágil e difícil em que a pessoa se possa encontrar!
O preconceito ainda se encontra bem presente na mente de grande parte das pessoas, preconceito este que dificulta a recuperação destes doentes mentais... Preconceito em aceitar uma pessoa com doença mental para trabalhar, preconceito na interacção e relação que possam ser estabelecidas, preconceito em tratar pacientemente este tipo de pessoas, preconceito perante os familiares criando barreiras intransponíveis isolando-as na doença!
O resultado de todos estes preconceitos é o rótulo atribuído às pessoas. É frequente ouvirmos a deprimida, e não uma pessoa que sofre de depressão; a esquizófrenica, e não a pessoa que sofre de esquizofrenia! É extremamente doloroso para os doentes e para os seus familiares conviverem com tudo isto. Cabe-nos à nós, cidadãos responsáveis, agir de forma diferente para que o bom comportamento possa ser imitado por aqueles que ainda deixam o preconceito invadir as suas vidas.

Esta Espécie de Loucura
Esta espécie de loucura
Que é pouco chamar talento
E que brilha em mim, na escura
Confusão do pensamento,

Não me traz felicidade;
Porque, enfim, sempre haverá
Sol ou sombra na cidade.
Mas em mim não sei o que há

Fernando Pessoa, in "Cancioneiro"
Afinal, o que seria de Fernando Pessoa sem a sua loucura! Não lhe trazia felicidade, mas permitiu a emergência de um génio inigualável! 



Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigada pelo tempo que dedicaste à minha publicação!