quarta-feira, 20 de setembro de 2017

Selo | Liebster Award 2017


No início do blog era frequente receber selos semelhantes a este com perguntas para responder. Recentemente, a Liliana, do blog Um blog entre bibliotecas, ofereceu-me este selo. Agradeço a lembrança e espero que ela goste das minhas respostas. 


As regras do jogo são:
1. Escrever 11 factos sobre nós próprios;
2. Responder às 11 perguntas que nos colocaram;
3. Nomear 11 blogs com menos de 200 seguidores;
4. Fazer 11 perguntas a esses blogs nomeados;
6. Enviar o link do post preenchido a quem te nomeou.
7. Avisar todos os blogs que nomeaste deixando-lhes o link da tua publicação (no blog de cada um ou através do facebook)

Não vou cumprir a regra 3. Vou deixar as perguntas e qualquer leitor deste meu espaço pode levá-las para responder. Por favor, deixem o link com as vossas respostas para que eu possa ver.

11 factos sobre mim
  1. Sei fazer ponto cruz;
  2. Odiava tudo o que tivesse a ver com desenho na escola e agora adoro fazer postais, pintar, desenhar... Ou seja, passei a adorar trabalhos manuais.
  3. Estudei música durante cinco anos.
  4. Estudei em Coimbra, cidade que ficou gravada no meu coração.
  5. Nunca andei de avião.
  6. Já fui operada.
  7. Não uso maquilhagem (e sei muito pouco sobre o assunto), exceto situações muito pontuais.
  8. Não posso andar de saltos altos (exceto o salto em formato cunha).
  9. Em 2014 voltei a estudar.
  10. Não como nada que leve maionese, mostarda ou ketchup. 
  11. Consigo comprar algum calçado na secção de criança.
Respostas às perguntas
1. Autor(a) preferido(a)?
Lesley Pearse.

2. Filme preferido?
Véu Pintado.

3. Livro preferido?

O grande amor da minha vida de Paullina Simons.

4. Série preferida?
Victória

5. Actor/Actriz preferido(a)?

Sandra Bullock

6. A Saga da tua vida?O cavaleiro de bronze de Paullina Simons.

7. Se só te pudesses definir numa palavra, qual seria?
Introvertida.

8. O que te faz ler e seguir blogs?

Opiniões de livros escritas de forma cativante, conteúdos mais pessoais e divertidos, "faça você mesmo" e estarem atentos e responderem aos comentários.

9. Qual foi a lição de vida mais importante que aprendeste?

Que muitas vezes o esforço não é recompensado. Sinto que, muitas vezes, o esforço que as pessoas fazem (eu incluída) para conseguir algo, nem sempre é recompensado. 

10. Qual tem sido/é o maior desafio da tua vida?
Tentar ser feliz.

11. O que achas do novo acordo ortográfico?

Não concordo, mas tive de me habituar a ele. Infelizmente, quando precisamos de escrever documentos oficiais ou ligado ao ensino somos obrigados a segui-lo.

As minhas 11 questões
  1. De que livro te desfazias facilmente?
  2. Qual o livro que jamais sairá da tua estante?
  3. Comprar em segunda mão ou trocar livros?
  4. Se só pudesses ler livros de um autor durante um ano, que autor escolherias?
  5. Que filme gostas de rever e nunca te cansas?
  6. Qual o lugar para onde viajarias já amanha?
  7. Um dos teus sonhos?
  8. Se pudesses entrar num filme, qual seria?
  9. Ganhaste o primeiro prémio do euromilhões, e agora?
  10. Quais as coisas que te fazem lutar na vida?
  11. Uma cidade/região em Portugal onde viverias durante uns tempos e porquê. 

segunda-feira, 18 de setembro de 2017

Por detrás da tela | "O Principezinho" (2015)


Classificação: 7 Estrelas

Andava com imensa curiosidade para ver este filme, ou não fosse O Principezinho um dos livros mais tocantes que eu já li (e um dos livros que quero reler agora, mais adulta, visto que apenas o li em criança). 

Este filme, para além da história do Principezinho passa uma mensagem muito especial acerca da infância. É um filme que apela à necessidade das crianças brincarem, imaginarem, de exportar a sua fantasia para as brincadeiras enquanto experimentam outros papéis. 

Tudo no filme é bonito e aborda questões muito importantes acerca da relação adulto-criança, das expetativas dos adultos em relação às conquistas das crianças e do quão é importante oferecermos uma liberdade (apesar de controlada) às crianças. Todos estes aspetos vão surgindo com base numa história e na importância que ela tem no desenvolvimento da criança, na sua imaginação e na sua forma de ver o mundo. 

Aqui está um filme muito bom para ser visto em família. Assim, adultos e crianças poderão deixar-se invadir pelo imaginário ao mesmo tempo que podem pensar acerca das suas vidas e da forma como as suas relações se estão a construir e desenvolver. Acima de tudo, é um filme que vai estimular a imaginação de quem assiste e deixar aquela vontade única de nos perdermos no imaginário de uma bonita história.

sábado, 16 de setembro de 2017

Opinião | "Amor de perdição" de Camilo Castelo Branco

Amor de Perdição
Classificação: 3 Estrelas

No meu percurso literário, os clássicos, em particular os de autores portugueses, constituem uma enorme lacuna. Li os livros de leitura obrigatória na escola e depois poucas foram as minhas leituras dedicadas aos clássicos. É um aspeto que tenho de mudar, daí ter pegado no livro Amor de perdição.

Este livro de Camilo Castelo Branco é um livro com uma história trágica e com personagens marcantes. Para além da tragédia a crítica social e a ironia estão também presentes, sempre que o escritor faz referência às freiras e ao modo de vida dos conventos.

Simão e Teresa são o casal apaixonado, o Romeu e a Julieta portugueses, que se veem a braços com um amor impossível de concretizar. Gostei deste casal envolto em toda aquela intensidade de sentimentos, porém senti falta de algo que os materializa-se aos meus olhos como um casal unido por um laço especial. O engraçado é que senti um laço muito maior entre Simão e Mariana. Senti algo especial entre estes dois, e ainda pensei que os ventos iam soprar a favor deles.

Foi uma estreia bastante positiva com o autor. É um clássico da língua portuguesa que possuiu uma tipologia de escrita e de construção da narrativa que facilita a leitura e a torna agradável. Não é aborrecida, pois os acontecimento sucedessem de forma dinâmica e manteve-me interessada em tudo aquilo que se ia passando com as personagens.

Penso que, para quem sente algum relutância em se aventurar por clássicos portugueses, este poderá ser uma boa aposta. Dadas as suas características, é um livro que consegue captar a atenção e manter o leitor interessado na leitura.

sexta-feira, 15 de setembro de 2017

Projeto Conjunto | Empréstimo Surpresa [Livro Recebido]


Já cá chegou a casa mais um livro enviado pela Denise. 

Desta vez recebi o livro Uma boa mulher de Jill Alexander Essbaum. 


Não sei nada acerca deste livro, nem fui procurar. Quero que seja uma "leitura em branco", sem expetativas, sem ideias pré-concebidas. Uma leitura ao primeiro olhar.
Para já, posso apenas dizer que a capa é lindíssima. 
Não se esqueçam de passar pelo blog da Denise para conhecer os motivos que estão por detrás deste envio.

quinta-feira, 14 de setembro de 2017

Palavras Memoráveis


De olhos fechados tudo é mais fácil. Tudo se esconde. Tudo pode deixar de existir, mesmo continuando lá. 
Carla Ramalho, Pelas ruas de uma cidade sem nome

quarta-feira, 13 de setembro de 2017

Iniciativa especial | Desafio para vocês

O aniversário do blog aproxima-se. Dia 22 de setembro, este meu cantinho aqui faz seis anos (nunca pensei que fosse durar tanto tempo). 
Andava aqui a magicar umas coisas para assinalar a data e tornar a semana de aniversário especial. Uma delas seria fazer entrevistas aos(às) dinamizadores(as) de alguns blogs. Porém, dada a falta de tempo para fazer algo mais intimista e com receio de não dar atenção a todos os blogs que a merecem criei uma entrevista aberta. Assim, qualquer pessoa que me siga e que tenham um blog, poderá participar na iniciativa.
Cada um será livre de responder e, a partir de dia 20, começo a publicar as respostas de quem respondeu.
O formulário com as perguntas estará disponível até dia 22 de setembro.

Conto com a vossa participação. :) 

sexta-feira, 8 de setembro de 2017

Por detrás da tela | "Um sonho possível" (2009)

Classificação: 10/10 Estrelas

Há uns tempos atrás tinha este filme debaixo de olho para ver. Entretanto o tempo foi passando e o meu interesse foi diminuindo. Por mero acaso, apanhei-o na televisão e decidi resgatar o meu interesse e ver. Ainda bem que o fiz. Um sonho possível é um filme com uma mensagem extremamente forte e com interpretações excelentes.

Este filme narra a história verídica de Michael Oher, um jogador de futebol americano que sofreu, mas que teve a sorte de se cruzar com as pessoas certas. Assim, num dia frio, Michael cruza-se com uma família de coração bondoso e com boas possibilidades económicas. E, assim, de uma forma totalmente de coração aberto, acolhem o Michael integrando de forma integral na família.

O argumento é maravilhoso. Sente-se o cuidado que tiverem com a escrita dos diálogos o que permitiu que as personagens brilhassem nas suas interpretações. Sandra Bullock desempenhou um papel brilhante e foi merecido o Oscar que ganhou devido a esta interpretação. 

Toda a narrativa do filme é inspiradora e motivacional. Ao mesmo tempo que lutamos com o Michael admiramos toda a persistência e dedicação de todos os elementos da família que escolheu acolhê-lo. E no fim pensamos, se ele conseguiu ultrapassar tudo e ser um caso de sucesso, qualquer pessoa, que recebe "as ferramentas" certas também conseguirá. 

Adorei o filme e salta automaticamente para a minha lista de filmes preferidos. Emocionei-me imenso, tocou-me e inspirou-me.